Parâmetros obrigatórios

Informações sobre os parâmetros txlogd.conf do sensor necessários.

Neste Parâmetro... Especificar...
SensorID

Uma string de caracteres que identifica exclusivamente este Sensor.

Sensoriza a SensorID a cada registro de evento que ela envia para o servidor do Data Workbench. O SensorID permite que os dados do evento deste servidor da Web sejam distintos dos dados do evento capturados por outros Sensores.

Embora um SensorID possa consistir em qualquer cadeia de caracteres, por convenção, o nome do servidor da Web cujos eventos o Sensor está capturando é usado. Usar o nome do servidor como SensorID facilita determinar a fonte de um evento durante a fase de análise. Ela também garante que a SensorID seja exclusiva na implementação.

Exemplo: SensorID web001a

ServerAddress

O endereço do servidor do Data Workbench para o qual este Sensor envia dados de evento.

Observação:

Ao trabalhar em um ambiente em cluster, o Sensor deve ser configurado para acessar o servidor do Data Workbench principal para evitar problemas de sincronização. No Data Workbench, você pode exibir informações sobre o processamento dos servidores do Data Workbench no cluster usando o item de menu Servidores Relacionados no Gerenciador de Servidores. Para obter mais informações sobre o Gerenciador de Servidores, consulte o Data Workbench Sensor Guia.

Se o servidor da Web puder resolver nomes de servidor por meio do DNS, você poderá especificar o endereço do servidor por nome. Caso contrário, você deve especificar o endereço IP numérico do servidor.

Exemplo: ServerAddress 10.1.0.7 ou

ServerAddress vserver01.mycompany.com

SSL

Se o Sensor se comunica com servidor do Data Workbench usando HTTP ou HTTPS. Defina como "on" para HTTPS ou "off" para HTTP.

Exemplo: SSL em

ServerPort

A porta na qual o servidor do Data Workbench escuta os dados do evento.

Exemplo: ServerPort 443

CertName

Obrigatório somente se o parâmetro SSL estiver definido como "on".

O nome comum do servidor do Data Workbench para o qual este Sensor envia dados de evento.

O valor especificado deve corresponder exatamente ao nome comum que aparece no certificado de licença do servidor do Data Workbench.

Exemplo: CertName vserver01.mycompany.com

CertPath

Obrigatório somente se o parâmetro SSL estiver definido como "on".

O diretório no qual o arquivo da autoridade de certificação ( trust_ca_cert.pem) está localizado

Exemplos:

CertPath /usr/local/visual sensor

CertPath C:\VisualSensor

QueueFile

Não é necessário para instalações do Sensor no Microsoft Windows 2000 ou 2003 Server computadores que executam o Serviço de Informações da Internet (IIS) versões 5.x ou 6.x.

O nome totalmente qualificado do arquivo de fila de discos.

Embora você possa atribuir qualquer nome a esse arquivo, por convenção, o arquivo da fila é nomeado VisualSensor.dat.

Para instalações de Sensor no Unix, você pode colocar esse arquivo em qualquer lugar. No Windows que executa um servidor Web Java, você deve colocar esse arquivo no mesmo diretório do transmissor. Para todos os outros servidores da Web, esse arquivo deve residir no diretório /var/queue.

Exemplo: QueueFile /var/queue/VisualSensor.dat

Observação: Certifique-se de que o dispositivo ao qual você atribui esse arquivo tenha espaço livre suficiente para acomodar uma fila do tamanho necessário.

QueueSize

Um número inteiro que representa o tamanho do arquivo da fila de discos em MB.

Para instalações do Sensor no Microsoft Windows, o próprio arquivo de fila é criado no mesmo diretório que o transmissor e é nomeado Diskq2000.log.

O exemplo a seguir define o tamanho da fila como 200 MB:

QueueSize 200

O exemplo a seguir define o tamanho da fila como 2 GB:

QueueSize 2000

Nesta página

Adobe Maker Awards Banner

Time to shine!

Apply now for the 2021 Adobe Experience Maker Awards.

Apply now
Adobe Maker Awards Banner

Time to shine!

Apply now for the 2021 Adobe Experience Maker Awards.

Apply now