Parâmetros de Report.cfg

Informações sobre parâmetros Report.cfg.

A amostra Report.cfg mostrada em Configurar o conjunto de relatórios contém apenas os parâmetros incluídos no Report.cfg arquivo por padrão. A tabela a seguir fornece descrições de todos os parâmetros de Report.cfg arquivo disponíveis.

Se você precisar adicionar outros parâmetros a um Report.cfg arquivo, é necessário fazer isso usando um editor de texto. Para obter etapas para fazer isso, incluindo exemplos de como definir cada entrada de parâmetro, consulte Editando arquivosReport.cfg existentes.

Observação

Os parâmetros desta tabela são listados em ordem alfabética. Quando você abre o Report.cfg arquivo na Análise de big data, os vetores são listados em ordem alfabética, seguidos pelos parâmetros individuais listados em ordem alfabética.

Parâmetro Descrição
Limite de Alerta

Opcional. Esse parâmetro se aplica somente aos relatórios com indicadores de métrica. Número de indicadores de métricas que devem aparecer na planilha antes do envio de um relatório de alerta.

Se apenas uma métrica estiver sendo monitorada na planilha do indicador de métrica, defina o limite como 1. O relatório é gerado quando a métrica na planilha é avaliada como uma seta para cima/para baixo ou como um X. Se mais de uma métrica estiver sendo monitorada no relatório, você poderá selecionar o número de indicadores de métrica que devem ser avaliados como uma seta para cima/para baixo ou um X antes de o relatório ser gerado. Por exemplo, se duas métricas estiverem sendo monitoradas:

  • Se o limite for definido como 1, o relatório será gerado se uma das métricas na planilha for avaliada como uma seta para cima/para baixo ou como um X.
  • Se o limite for definido como 2, ambas as métricas devem avaliar para uma seta para cima/para baixo ou para um X antes de o relatório ser gerado.

Para obter mais informações sobre indicadores de métricas, consulte o Guia do Usuário da Análise debig data.

Permitir Regeneração de Relatório

Indica se o Servidor de relatórios gera ou regenera automaticamente relatórios específicos ao criar ou modificar esses relatórios. As opções são true ou false. Se definido como true, a criação ou modificação de um espaço de trabalho de relatório faz com que o Servidor de Relatório gere novamente esse relatório para a execução mais recente.

Observação: Alterar o arquivo Report.cfg faz com que o Report Server regenere todos os relatórios controlados por esse arquivo Report.cfg .

Anexos

Opcional. Identificador de seção para o nome e o tipo de conteúdo de quaisquer anexos que saem com relatórios distribuídos por email, incluindo o número de anexos.

Para adicionar um novo anexo:

  1. Abra o arquivo Report.cfg na Análise de big data.
  2. Clique com o botão direito do mouse em Anexos e clique em Adicionar novo filho > Anexo .

Tipo de conteúdo

Tipo de conteúdo do arquivo a ser anexado.

Exemplo: image/jpeg

FileName

Localização e nome do ficheiro a anexar.

Exemplo: c:\myimage.jpg

Conjunto de cores Identifica o esquema de cores a ser usado para arquivos .png . 0 é para um fundo preto; 1 é para um fundo branco; e 2 é para uma imagem em tons de cinza.
Comando para execução Opcional. Um comando em lote ou executável que é executado após a geração do conjunto de relatórios. Se a inicialização do interpretador do shell de comando for necessária, preceda o comando com cmd /c.
Modelo padrão do Excel

Opcional. Nome do arquivo de modelo genérico do Excel ( .xls ou .xlsx ) que você deseja usar ao gerar relatórios como arquivos do Excel. Esse parâmetro oferece suporte a caminhos completos de arquivos, como c:\templates\mytemplate.xls .

Esse arquivo é usado para todos os relatórios do Excel, a menos que um modelo tenha sido definido especificamente para um relatório específico. Consulte Usando um Arquivo de Modelo .

Nome da dimensão Opcional. Nome da dimensão para a qual você deseja gerar dinamicamente um relatório. Se você inserir um nome de dimensão nesse parâmetro, deverá inserir um valor nos parâmetros Arquivo de pesquisa ou Métrica N superior e Valor N superior. A dimensão nomeada neste parâmetro deve existir no conjunto de dados para o qual os relatórios estão sendo criados.
Somente Email Se Perfeito Opcional. Permite que o usuário especifique que um conjunto de relatórios deve ser enviado somente quando nenhum erro ocorrer durante a execução. As opções são verdadeiras e falsas. O valor padrão é false.
Data final

Opcional. A última data e hora em que você deseja que o relatório seja executado. Desta vez, é baseado no tempo de início do conjunto de dados.

Formato: MM/DD/AAAA fuso horário hh:mm, usando a sintaxe de 24 horas para o horário

Exemplo: 01/08/2007 12:01 EDT

Para obter mais informações sobre as configurações de fuso horário, consulte o Guia de configuração deconjuntos de dados.

Todo(a) Frequência da geração do conjunto de relatórios: dia, semana ou mês.
Tempo limite do Excel Watchdog (segundos)

Opcional. O número de segundos que você deseja que o Report Server aguarde que o Microsoft Excel responda ao gerar um relatório como um arquivo do Excel antes que o Report Server decida que o Excel não está respondendo e conclua o processo. O uso desse parâmetro permite que o Report Server encerre o Excel quando ele não responde e continue processando seus relatórios que não são do Excel. O padrão é 300.0. Para desativar essa funcionalidade, defina esse parâmetro como 0,0.

Verifique se o valor definido é longo o suficiente para permitir que o relatório seja exportado para o Excel. Caso contrário, o Servidor de relatórios pode encerrar prematuramente o Excel e seu relatório não será gerado.

Filtrar fórmula

Opcional. Filtro que é aplicado a cada espaço de trabalho no conjunto de relatórios.

Para obter mais informações, consulte a sintaxe para criar filtros .

Correção gama

Configuração de gama para saída de arquivo .png . O padrão é 1.6.

Observação: A Adobe recomenda que você não altere esse valor.

Ocultar logotipos Indica se o Servidor de relatórios oculta os logotipos ao gerar seus relatórios. As opções são true ou false . Se definido como falso , seu relatório será gerado com o logotipo do Relatório. The default is false .
Arquivo de pesquisa

Opcional. Quando esse parâmetro é preenchido, o Servidor de relatórios é executado no modo dinâmico e gera relatórios para cada elemento da dimensão especificada no parâmetro Nome da dimensão. Esse arquivo deve conter duas colunas delimitadas por tabulação, sem uma linha de cabeçalho.

  • A coluna 1 contém uma lista de elementos de dimensão.
  • A coluna 2 contém os endereços de email dos destinatários do relatório. Um relatório para um dado elemento na coluna 1 é enviado para o endereço de email na mesma linha da coluna 2. Você pode inserir vários endereços de email separando-os por vírgulas (sem espaços). Se os relatórios não forem enviados por email, essa coluna poderá estar vazia, mas deverá existir.

Observação: Se você inserir um valor nesse parâmetro, deverá informar um valor no parâmetro Nome da Dimensão.

Somente notificação Essa configuração do Servidor de relatórios permite configurar o análise de big data para enviar um email quando um relatório é gerado. Configurar esse valor como true não envia o relatório, mas envia um email notificando ao usuário inscrito que o relatório foi gerado.
Relatório de email

Identificador de seção para distribuir relatórios por email. Para distribuir relatórios por email, preencha os seguintes parâmetros para a entrada Relatório de email . Todos os relatórios no conjunto de relatórios são enviados por email em uma mensagem para os endereços de email especificados no parâmetro Destinatários.

Observação: O Servidor de relatórios envia um email somente quando gerou pelo menos um relatório.

Para habilitar o envio de relatórios por email, você deve concluir pelo menos os seguintes parâmetros para esta entrada:

  • Servidor SMTP
  • Destinatários
  • Endereço do remetente
  • Somente notificação

Observação: Para enviar relatórios por e-mail depois de regerar um conjunto de relatórios, consulte Editando arquivos Report.cfg existentes .

O valor Somente notificação está disponível nas versões 5.4x e 5.5x.

Para que um grande conjunto de destinatários seja notificado (mais de 20), é altamente recomendável usar listas de distribuição de email.

Modelo XSL do Corpo

Opcional. Caminho do arquivo de modelo XSL a ser aplicado ao arquivo reports.xml . O uso desse parâmetro permite que o Servidor de relatórios envie seus relatórios dentro do email distribuído em vez de como anexos. O texto resultante é usado como o corpo da mensagem de email.

Consulte Arquivos de amostra de relatório para obter uma amostra do arquivo.

Para obter informações sobre o XSLT (Extensible Stylesheet Language), consulte A Família Extensible Stylesheet Language .

Destinatários Endereços de email das pessoas para as quais você deseja enviar o relatório.
Endereço do remetente Endereço de email do remetente.
Nome do remetente Opcional. Nome do remetente.
Servidor SMTP Endereço da máquina do servidor SMTP e a senha e o nome de usuário necessários para autenticação.
Assunto Opcional. Linha de assunto que descreve o email a ser enviado.
Somente notificação Permite configurar o análise de big data para enviar um email quando um relatório em segundo plano é gerado. Definir esse valor como Verdadeiro não envia o relatório, mas envia um email vinculando o usuário inscrito ao local do relatório.
Raiz de saída

Opcional. Local de saída dos conjuntos de relatórios gerados. O padrão é a pasta <nome do perfil>\Reports no diretório de instalação do Servidor de relatórios.

Para configurar o Servidor de relatórios para gerar relatórios em um portal, defina a Raiz de saída para a raiz do documento do servidor Web usado para o portal.

Pré-carregar Filtro de Consulta

Opcional. Esse parâmetro se aplica somente ao tipo de relatório Principal Elemento de Dimensão .

O nome do filtro que você deseja aplicar à consulta que deve ser executada para determinar os N principais elementos de dimensão antes que o relatório possa ser gerado. O padrão é Broken_Session_Filter . Para obter mais informações sobre o Filtro de sessão quebrada , consulte o Guia do Usuário da Análise debig data.

Tipos de relatórios

Formato(s) em que deseja gerar a saída. É possível usar qualquer uma ou todas as opções a seguir para produzir o conjunto de relatórios em vários formatos ao mesmo tempo:

  • O Excel cria uma pasta de trabalho do Excel com uma visualização por planilha. Como regra geral, use arquivos Excel para distribuição de email. Consulte Geração de relatórios como arquivos do Microsoft Excel . Para obter informações sobre como usar um arquivo de modelo, consulte Uso de um arquivo de modelo .
  • png cria arquivos Gráficos de Rede Portáteis. Como regra geral, use arquivos .png para exibição em um navegador da Web (portal).
  • A miniatura cria uma miniatura (arquivo .jpg ) do espaço de trabalho. O tamanho padrão é 240 x 180. Para alterar o tamanho padrão, edite os parâmetros Miniatura X e Miniatura Y.

Para adicionar um novo tipo de relatório ao editar Report.cfg na análise de big data, clique com o botão direito do mouse em Tipos de relatório , clique em Adicionar novo filho e selecione o tipo de relatório desejado.

Data inicial

A primeira data e hora em que você deseja que o relatório seja executado. Desta vez, é baseado no tempo de início do conjunto de dados.

Formato: MM/DD/AAAA fuso horário hh:mm, usando a sintaxe de 24 horas para o horário.

Para obter mais informações sobre as configurações de fuso horário, consulte o Guia de configuração deconjuntos de dados.

Observação: Os relatórios começam a ser executados quando os carimbos de data e hora dos dados no perfil correspondem à data e hora especificadas.

Exemplo:

Se a data de início for 08/08/2006 12:00 EST, os relatórios serão executados para dados com um carimbo de data e hora de 08/08/2006 12:00 EST e posterior.

  • Os relatórios diários serão executados para 08/08/2006 e a cada dia depois para dados com hh:mm = 12:00 EST.
  • Os relatórios semanais serão executados para 08/08/2006 e para cada sétimo dia depois para dados com hh:mm = 12:00 EST.
  • Os relatórios mensais serão executados para 08/08/2006 e para o 8.o dia de cada mês a partir daí, para dados com hh:mm = 12:00 EST.

A métrica Tempo do relatório afeta as dimensões do relatório "Últimos N", como "Últimos 7 dias", "Ontem" e "Há 3 semanas". Para consultas no Servidor de relatórios, a métrica Tempo do relatório ( Tempo do relatório.métrica ) identifica a data e a hora para a qual os relatórios estão sendo executados. Inicialmente, essa é a data e a hora especificadas no parâmetro Data inicial, que é incrementado pelo período especificado pelo parâmetro Cada. Para consultas na análise de big data, a métrica Tempo do relatório se baseia na meia-noite da métrica Como de ( As de.metric ). Devido à diferença nas definições da métrica Tempo do relatório, se você consultar um espaço de trabalho que usa uma dimensão Último N, poderá receber resultados diferentes na análise de big data e no Servidor de relatório para o mesmo espaço de trabalho.

Miniatura X Opcional. Número inteiro que controla o tamanho (em pixels) do eixo X das miniaturas geradas como saída.
Miniatura Y Opcional. Número inteiro que controla o tamanho (em pixels) do eixo Y das miniaturas geradas como saída.
Métrica N superior

Opcional. Consulte a descrição do parâmetro N Valor Superior.

Observação: Se você inserir um valor nesse parâmetro, deverá informar um valor no parâmetro Nome da Dimensão e no parâmetro Valor Superior N.

Valor N Superior

Opcional. Quando esse parâmetro é preenchido, o Servidor de relatórios é executado no modo dinâmico e gera relatórios para o número superior (especificado neste parâmetro) de elementos para a dimensão especificada no parâmetro Nome da dimensão, contando pela métrica especificada no parâmetro Métrica Top N.

Exemplo: Se você digitar Página no parâmetro Nome da Dimensão, Sessões no parâmetro Métrica N Superior e 5 nesse parâmetro, o relatório gerado listará as cinco principais páginas com o maior número de sessões.

Observação: Se você inserir um valor nesse parâmetro, deverá informar um valor no parâmetro Nome da dimensão e no parâmetro Métrica N superior.

Usar apenas amostra local Opcional. Indica se você deseja que o Servidor de relatórios gere relatórios usando apenas a amostra local do conjunto de dados. A definição desse parâmetro como true permite que você visualize uma amostra do conjunto de relatórios (sem colocar uma carga em um servidor de análise de big data) para ver a aparência da saída sem precisar de todo o tempo necessário para processar os dados. Isto funciona como uma função de teste. As opções são true ou false. O padrão é false.
Caminho da área de trabalho

Opcional. Localização de uma coleção de espaços de trabalho para um determinado conjunto de relatórios. Isso é útil para manter uma única cópia dos espaços de trabalho que precisam ser gerados e distribuídos de várias maneiras, usando arquivos Report.cfg para vários conjuntos de relatórios. O diretório raiz desse caminho pode ser qualquer pasta de perfil. Não insira uma barra (\) no início da string de caminho.

Exemplo: Você pode salvar os espaços de trabalho comuns para o Conjunto A e o Conjunto B na pasta Relatórios\Comuns e, em seguida, definir os arquivos Report.cfg para dois conjuntos de relatórios diferentes, cada um com configurações de geração e distribuição diferentes. Em ambos os arquivos Report.cfg, você definiria o parâmetro Caminho da Workspace como nome \Reports\Common do perfil.

Arquivo de saída XSL Opcional. Caminho do arquivo de saída criado quando o Modelo XSL é aplicado ao índice do relatório.
Modelo XSL

Opcional. Caminho do arquivo de modelo XSL a ser aplicado ao índice do relatório. O .xml transformado resultante é gravado no Arquivo de saída XSL especificado . Consulte Arquivos de amostra de relatório para obter uma amostra do arquivo.

Observação: A menos que você use um modelo .xsl ao gerar seus relatórios, todos os relatórios serão distribuídos por email como anexos.

Nesta página