Configurar permissões de URL (no local)

A lista padrão de URLs que podem ser chamados por códigos JavaScript (workflows, etc.) pelas instâncias do Campaign Classic é limitada. Esses são os URLs que permitem que as instâncias funcionem corretamente.

Por padrão, as instâncias não têm permissão para se conectar a URLs externos. No entanto, é possível adicionar URLs externos à lista de URLs autorizados para que sua instância possa se conectar a eles. Dessa forma, você pode conectar as instâncias do Campaign a sistemas externos, como servidores ou sites SFTP para habilitar a transferência de arquivos e/ou dados.

OBSERVAÇÃO

Este procedimento está restrito a implantações locais.

Como cliente hospedado, se você puder acessar Painel de controle do Campaign, poderá usar a interface de autoatendimento de permissões de URL. Saiba mais

Outros clientes híbridos/hospedados precisam entrar em contato com a equipe de suporte do Adobe para adicionar IP à lista de permissões.

Para implantações Hybrid e No local, o administrador precisa fazer referência a um novo urlPermission no arquivo serverConf.xml.

Três modos de proteção de conexão estão disponíveis:

  • Bloqueio: todos os URLs fora da lista de permissões são bloqueados, com uma mensagem de erro. Este é o modo padrão depois de um pós-upgrade.
  • Permissivo: todos os URLs fora da lista de permissões são permitidos.
  • Aviso: todos os URLs que não pertencem à lista de permissões são permitidos, mas o interpretador JS emite um aviso para que o administrador possa coletá-los. Esse modo adiciona mensagens de aviso JST-310027.
<urlPermission action="warn" debugTrace="true">
  <url dnsSuffix="abc.company1.com" urlRegEx=".*" />
  <url dnsSuffix="def.partnerA_company1.com" urlRegEx=".*" />
  <url dnsSuffix="xyz.partnerB_company1.com" urlRegEx=".*" />
</urlPermission>
IMPORTANTE

Por padrão, novas implementações usam o modo Bloqueio.

Como um cliente existente proveniente de uma migração, você pode usar temporariamente o modo Aviso. Analise o tráfego de saída antes de permitir os URLs. Após definir a lista de URLs permitidos, é possível adicionar os URLs à lista de permissões e ativar o modo Bloqueio.

Para obter mais informações, consulte esta seção.

Nesta página