Montagem de Portfolio PDF assembling-pdf-portfolios

Exemplos e exemplos neste documento são somente para AEM Forms no ambiente JEE.

Você pode montar um Portfolio PDF usando o Java do Assembler e a API de serviço Web. Um portfólio pode combinar vários documentos de vários tipos, incluindo arquivos de texto, arquivos de imagem (por exemplo, um arquivo jpeg) e documentos PDF. O layout do portfólio pode ser definido com diferentes estilos, como a Grade com Visualização, o Layout de uma Imagem ou até mesmo Revolução.

A ilustração a seguir é uma captura de tela de um portfólio com o layout de estilo Em uma Imagem.

ap_ap_portfolio

Criar um Portfolio PDF serve como uma alternativa sem papel para transmitir uma coleção de documentos. Com o AEM Forms, você pode criar portfólios chamando o serviço Assembler com um documento DDX estruturado. O documento DDX a seguir é um exemplo de um documento DDX que cria um Portfolio PDF.

 <DDX xmlns="https://ns.adobe.com/DDX/1.0/">
     <PDF result="portfolio1.pdf">
         <Portfolio>
             <Navigator source="myNavigator">
                 <Resource name="navigator/image.xxx" source="myImage.png"/>
             </Navigator>
         </Portfolio>
         <PackageFiles source="dog1"  >
              <FieldData name="X">72</FieldData>
             <FieldData name="Y">72</FieldData>
             <File filename="saint_bernard.jpg" mimetype="image/jpeg"/>
         </PackageFiles>
         <PackageFiles source="dog2"  >
             <FieldData name="X">120</FieldData>
             <FieldData name="Y">216</FieldData>
             <File filename="greyhound.pdf"/>
         </PackageFiles>
     </PDF>
 </DDX>

O documento DXX deve conter uma marca Portfolio com uma marca Navigator aninhada. Observe que a marca <Resource name="navigator/image.xxx" source="myImage.png"/> só será necessária se myNavigator for atribuída como o navegador de layout onImage: AdobeOnImage.nav. Essa tag permite que o serviço Assembler selecione a imagem a ser usada como plano de fundo do portfólio. Inclua as marcas PackageFiles e File para definir o nome de arquivo e o tipo MIME do arquivo empacotado.

NOTE
Para obter mais informações sobre o serviço Assembler, consulte Referência de serviços para AEM Forms.
NOTE
Para obter mais informações sobre um documento DDX, consulte Serviço do Assembler e Referência DDX.

Resumo das etapas summary-of-steps

Para criar um Portfolio PDF, execute as seguintes tarefas:

  1. Incluir arquivos de projeto.
  2. Crie um cliente PDF Assembler.
  3. Consulte um documento DDX existente.
  4. Consulte os documentos necessários.
  5. Definir opções de tempo de execução.
  6. Montar o portfólio.
  7. Salve o portfólio montado.

Incluir arquivos de projeto

Inclua os arquivos necessários no projeto de desenvolvimento. Se você estiver criando uma aplicação cliente usando Java, inclua os arquivos JAR necessários. Se você estiver usando serviços da Web, certifique-se de incluir os arquivos proxy.

Os seguintes arquivos JAR devem ser adicionados ao caminho de classe do projeto:

  • adobe-livecycle-client.jar
  • adobe-usermanager-client.jar
  • adobe-assembler-client.jar
  • adobe-utilities.jar (necessário se o AEM Forms for implantado no JBoss)
  • jbossall-client.jar (necessário se o AEM Forms for implantado no JBoss)

Criar um cliente PDF Assembler

Antes de executar programaticamente uma operação do Assembler, crie um cliente de serviço do Assembler.

Referenciar um documento DDX existente

Um documento DDX deve ser referenciado para montar um Portfolio PDF. Este documento DDX deve conter os elementos Portfolio, Navigator e PackageFiles.

Referenciar os documentos necessários

Para montar um Portfolio de PDF, faça referência a todos os arquivos que representam os documentos a serem montados. Por exemplo, transmita todos os arquivos de imagem especificados no documento DDX para o serviço do Assembler. Observe que esses arquivos são mencionados no documento DDX especificado nesta seção: myImage.png e saint_bernard.jpg.

Ao montar um Portfolio PDF, passe um arquivo NAV (um arquivo de navegador) para o serviço Assembler. O arquivo NAV que você passa para o serviço Assembler depende do tipo de Portfolio PDF a ser criado. Por exemplo, para criar um layout Em uma Imagem, passe o arquivo AdobeOnImage.nav. Você pode localizar arquivos NAV na seguinte pasta:

<Install folder>\Acrobat 9.0\Acrobat\Navigators

Copie o arquivo NAV do diretório de instalação do Acrobat 9 (ou posterior). Coloque o arquivo NAV em um local onde seu aplicativo cliente possa acessá-lo. Todos os arquivos são passados para o serviço Assembler dentro de um objeto de coleção Map.

NOTE
Os inícios rápidos associados à Montagem de Portfolio PDF usam o AdobeOnImage.nav.

Definir opções de tempo de execução

Você pode definir opções de tempo de execução que controlam o comportamento do serviço Assembler enquanto ele executa um job. Por exemplo, você pode definir uma opção que instrui o serviço Assembler a continuar processando um job se um erro for encontrado.

Montar o portfólio

Para montar um Portfolio PDF, você chama a operação invokeDDX. O serviço Assembler retorna o Portfolio PDF dentro de um objeto de coleção.

Salvar o portfólio montado

Um Portfolio PDF é retornado em um objeto de coleção. Repita o processo através do objeto de coleção e salve o Portfolio PDF como um arquivo PDF.

Consulte também

Montar um Portfolio PDF usando a API Java

Montar um Portfolio de PDF usando a API de serviço Web

Inclusão de arquivos da biblioteca Java do AEM Forms

Definindo propriedades de conexão

Montagem programática de documentos do PDF

Montar um Portfolio PDF usando a API Java assemble-a-pdf-portfolio-using-the-java-api

Montar um Portfolio de PDF usando a API de serviço do Assembler (Java):

  1. Incluir arquivos de projeto.

    Inclua arquivos JAR do cliente, como adobe-assembler-client.jar, no caminho de classe do projeto Java.

  2. Crie um cliente PDF Assembler.

    • Crie um objeto ServiceClientFactory que contenha propriedades de conexão.
    • Crie um objeto AssemblerServiceClient usando seu construtor e transmitindo o objeto ServiceClientFactory.
  3. Consulte um documento DDX existente.

    • Crie um objeto java.io.FileInputStream que represente o documento DDX usando seu construtor e transmitindo um valor de cadeia de caracteres que especifique o local do arquivo DDX.
    • Crie um objeto com.adobe.idp.Document usando seu construtor e transmitindo o objeto java.io.FileInputStream.
  4. Consulte os documentos necessários.

    • Crie um objeto java.util.Map usado para armazenar documentos de PDF de entrada usando um construtor HashMap.

    • Crie um objeto java.io.FileInputStream usando seu construtor. Transmita o local do arquivo NAV necessário (repita essa tarefa para cada arquivo necessário para criar um portfólio).

    • Crie um objeto com.adobe.idp.Document e passe o objeto java.io.FileInputStream que contém o arquivo NAV (repita essa tarefa para cada arquivo necessário para criar um portfólio).

    • Adicione uma entrada ao objeto java.util.Map invocando seu método put e transmitindo os seguintes argumentos:

      • Um valor de string que representa o nome da chave. Este valor deve corresponder ao valor do elemento de origem especificado no documento DDX. (repita essa tarefa para cada arquivo necessário para criar um portfólio).
      • Um objeto com.adobe.idp.Document que contém o documento PDF. (repita essa tarefa para cada arquivo necessário para criar um portfólio).
  5. Definir opções de tempo de execução.

    • Crie um objeto AssemblerOptionSpec que armazene opções de tempo de execução usando seu construtor.
    • Defina as opções de tempo de execução para atender aos requisitos da sua empresa invocando um método que pertença ao objeto AssemblerOptionSpec. Por exemplo, para instruir o serviço Assembler a continuar processando um trabalho quando ocorrer um erro, chame o método setFailOnError do objeto AssemblerOptionSpec e passe false.
  6. Montar o portfólio.

    Chame o método invokeDDX do objeto AssemblerServiceClient e passe os seguintes valores obrigatórios:

    • Um objeto com.adobe.idp.Document que representa o documento DDX a ser usado
    • Um objeto java.util.Map que contém os arquivos necessários para compilar um Portfolio de PDF.
    • Um objeto com.adobe.livecycle.assembler.client.AssemblerOptionSpec que especifica as opções de tempo de execução, incluindo a fonte padrão e o nível de log do trabalho

    O método invokeDDX retorna um objeto com.adobe.livecycle.assembler.client.AssemblerResult que contém o Portfolio de PDF montado e quaisquer exceções que ocorreram.

  7. Salve o portfólio montado.

    Para obter o Portfolio PDF, execute as seguintes ações:

    • Invoque o método getDocuments do objeto AssemblerResult. Este método retorna um objeto java.util.Map.
    • Repita o objeto java.util.Map até encontrar o objeto com.adobe.idp.Document resultante.
    • Invoque o método copyToFile do objeto com.adobe.idp.Document para extrair o Portfolio PDF.

Consulte também

Início rápido (modo SOAP): montagem de Portfolio de PDF usando a API Java

Inclusão de arquivos da biblioteca Java do AEM Forms

Definindo propriedades de conexão

Montar um Portfolio de PDF usando a API de serviço Web assemble-a-pdf-portfolio-using-the-web-service-api

Montar um Portfolio de PDF usando a API de serviço do Assembler (serviço da Web):

  1. Incluir arquivos de projeto.

    Crie um projeto Microsoft .NET que use MTOM. Certifique-se de usar a seguinte definição WSDL ao definir uma referência de serviço: http://localhost:8080/soap/services/AssemblerService?WSDL&lc_version=9.0.1.

    note note
    NOTE
    Substitua localhost pelo endereço IP do servidor que hospeda o AEM Forms.
  2. Crie um cliente PDF Assembler.

    • Crie um objeto AssemblerServiceClient usando seu construtor padrão.

    • Crie um objeto AssemblerServiceClient.Endpoint.Address usando o construtor System.ServiceModel.EndpointAddress. Transmita um valor de string que especifique o WSDL para o serviço AEM Forms (por exemplo, http://localhost:8080/soap/services/AssemblerService?blob=mtom). Você não precisa usar o atributo lc_version. Esse atributo é usado quando você cria uma referência de serviço.

    • Crie um objeto System.ServiceModel.BasicHttpBinding obtendo o valor do campo AssemblerServiceClient.Endpoint.Binding. Converter o valor de retorno em BasicHttpBinding.

    • Defina o campo MessageEncoding do objeto System.ServiceModel.BasicHttpBinding como WSMessageEncoding.Mtom. Esse valor garante que a MTOM seja usada.

    • Ative a autenticação HTTP básica executando as seguintes tarefas:

      • Atribua o nome de usuário dos formulários AEM ao campo AssemblerServiceClient.ClientCredentials.UserName.UserName.
      • Atribua o valor de senha correspondente ao campo AssemblerServiceClient.ClientCredentials.UserName.Password.
      • Atribua o valor constante HttpClientCredentialType.Basic ao campo BasicHttpBindingSecurity.Transport.ClientCredentialType.
      • Atribua o valor constante BasicHttpSecurityMode.TransportCredentialOnly ao campo BasicHttpBindingSecurity.Security.Mode.
  3. Consulte um documento DDX existente.

    • Crie um objeto BLOB usando seu construtor. O objeto BLOB é usado para armazenar o documento DDX.
    • Crie um objeto System.IO.FileStream chamando seu construtor e transmitindo um valor de cadeia de caracteres que representa o local do arquivo do documento DDX e o modo no qual o arquivo será aberto.
    • Crie uma matriz de bytes que armazene o conteúdo do objeto System.IO.FileStream. Você pode determinar o tamanho da matriz de bytes obtendo a propriedade Length do objeto System.IO.FileStream.
    • Preencha a matriz de bytes com dados de fluxo invocando o método Read do objeto System.IO.FileStream. Passe a matriz de bytes, a posição inicial e o comprimento do fluxo para leitura.
    • Preencha o objeto BLOB atribuindo sua propriedade MTOM com o conteúdo da matriz de bytes.
  4. Consulte os documentos necessários.

    • Para cada arquivo de entrada, crie um objeto BLOB usando seu construtor. O objeto BLOB é usado para armazenar o arquivo de entrada.
    • Crie um objeto System.IO.FileStream chamando seu construtor e transmitindo um valor de cadeia de caracteres que representa o local do arquivo de entrada e o modo no qual o arquivo será aberto.
    • Crie uma matriz de bytes que armazene o conteúdo do objeto System.IO.FileStream. Você pode determinar o tamanho da matriz de bytes obtendo a propriedade Length do objeto System.IO.FileStream.
    • Preencha a matriz de bytes com dados de fluxo invocando o método Read do objeto System.IO.FileStream. Passe a matriz de bytes, a posição inicial e o comprimento do fluxo para leitura.
    • Preencha o objeto BLOB atribuindo seu campo MTOM com o conteúdo da matriz de bytes.
    • Crie um objeto MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType. Este objeto de coleção é usado para armazenar arquivos de entrada necessários para criar um Portfolio de PDF.
    • Para cada arquivo de entrada, crie um objeto MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType_Item.
    • Atribua um valor de cadeia de caracteres que represente o nome da chave para o campo key do objeto MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType_Item. Este valor deve corresponder ao valor do elemento especificado no documento DDX. (Execute esta tarefa para cada arquivo de entrada.)
    • Atribua o objeto BLOB que armazena o arquivo de entrada ao campo value do objeto MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType_Item. (Execute esta tarefa para cada documento de PDF de entrada.)
    • Adicione o objeto MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType_Item ao objeto MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType. Invoque o método Add do objeto MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType e passe o objeto MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType. (Execute esta tarefa para cada documento de PDF de entrada.)
  5. Definir opções de tempo de execução.

    • Crie um objeto AssemblerOptionSpec que armazene opções de tempo de execução usando seu construtor.
    • Defina opções de tempo de execução para atender aos requisitos comerciais atribuindo um valor a um membro de dados que pertença ao objeto AssemblerOptionSpec. Por exemplo, para instruir o serviço Assembler a continuar processando um trabalho quando ocorrer um erro, atribua false ao membro de dados failOnError do objeto AssemblerOptionSpec.
  6. Montar o portfólio.

    Chame o método invokeDDX do objeto AssemblerServiceClient e passe os seguintes valores:

    • Um objeto BLOB que representa o documento DDX
    • O objeto MyMapOf_xsd_string_To_xsd_anyType que contém os arquivos necessários
    • Um objeto AssemblerOptionSpec que especifica as opções de tempo de execução

    O método invokeDDX retorna um objeto AssemblerResult que contém os resultados do trabalho e as exceções que ocorreram.

  7. Salve o portfólio montado.

    Para obter o Portfolio PDF recém-criado, execute as seguintes ações:

    • Acesse o campo documents do objeto AssemblerResult, que é um objeto Map que contém os documentos PDF resultantes.
    • Repita através do objeto Map para obter cada documento resultante. Em seguida, converta o value desse membro da matriz em um BLOB.
    • Extraia os dados binários que representam o documento PDF acessando a propriedade MTOM do objeto BLOB. Isso retorna uma matriz de bytes que você pode gravar em um arquivo PDF.

Consulte também

Chamar o AEM Forms usando MTOM

Chamar o AEM Forms usando SwaRef

recommendation-more-help
19ffd973-7af2-44d0-84b5-d547b0dffee2