O que a mbox.js faz

As informações são fornecidas para ajudar sua equipe técnica a compreender a implementação da mbox.js e como ela pode afetar seu site.

IMPORTANTE

Fim da vida útil da mbox.js: A partir de 31 de março de 2021, o Adobe Target não será mais compatível com a biblioteca mbox.js. Após 31 de março de 2021, todas as chamadas feitas da mbox.js normalmente falharão e afetarão suas páginas que têm Target atividades em execução ao veicular conteúdo padrão.

Recomendamos que todos os clientes migrem para a versão mais recente da nova Adobe Experience Platform Web SDK ou da biblioteca at.js de JavaScript antes dessa data para evitar possíveis problemas com seus sites. Para obter mais informações, consulte Visão geral: implementar o Target para web do lado do cliente.

O Target Standard requer mbox.js versão 58 ou posterior. Para obter instruções sobre como baixar e atualizar mbox.js, consulte Implementação de mbox.

Para o Target Standard, o arquivo mbox.js chama outro arquivo JavaScript, target.js. O arquivo Target.js é hospedado e atualizado automaticamente pela Adobe. Você não precisa fazer nada para atualizar target.js e não há nenhuma personalização específica do cliente.

O arquivo Target.js cria uma mbox chamada target-global-mbox na seção <head> da página.

O Target.js é chamado de mbox.js por uma linha de código JavaScript adicionada ao campo JavaScript Extra em mbox.js. A única maneira de desativar target.js é não incluir essa linha de código. Isso desativa o Target.

Target.js tem duas funções no Target:

  • Manipulação de DOM
  • Ativa elementos visuais do Visual Experience Composer

Manipulação de DOM

Target.js controla a biblioteca de manipulação de DOM usada pelo Standard. Para exibir o conteúdo de um site, target.js referencia sizzle.js (version1.10.8-pre). Sizzle.js ativa os seletores de elemento HTML. Sem ser sizzle.js, somente o JavaScript nativo é usado. Nenhuma jquery é necessária.

Além disso, o seguinte fragmento é usado para sondar o DOM:

https://github.com/dperini/ContentLoaded

Target.js e o Visual Experience Composer

Quando você usa o Visual Experience Composer para configurar uma experiência para uma atividade, a página da Web é aberta em um iFrame. Quando o iFrame é carregado, o Standard envia uma chamada de API HTML5 postMessage. O arquivo Target.js detecta qualquer chamada de postMessage e inclui as seguintes bibliotecas JavaScript no site:

  • Para geração de miniaturas: https://html2canvas.hertzen.com/
  • Para consulta entre domínios: Admin.js, CDQ.base.js, CDQ.host.js, admin.css, usados para enviar mensagens no iFrames. Esses scripts permitem que a Adobe envie dados entre as páginas.

Considerações para aplicativos de sites angulares e de página única

Se você estiver implementando o Target em um site Angular ou em qualquer aplicativo de página única (SPA), deve usar a biblioteca at.js em vez da mbox.js.

Para obter mais informações, consulte Implementação da at.js.

Nesta página