Visão geral da extensão do Cloud Connector

OBSERVAÇÃO

A Adobe Experience Platform Launch está sendo reformulada como um conjunto de tecnologias de coleta de dados no Experience Platform. Essas alterações serão implementadas em toda a documentação do produto nas próximas semanas. Consulte o seguinte document para obter uma referência consolidada das alterações de terminologia.

A extensão do Adobe Experience Platform Launch Server Side Cloud Connector permite criar solicitações HTTP personalizadas para enviar ou recuperar dados de um destino. A extensão do Cloud Connector é como ter o Postman na Adobe Experience Platform Edge Network e pode ser usada para enviar dados a um terminal que ainda não tem uma extensão dedicada.

Use essa referência para obter informações sobre as opções disponíveis ao usar esta extensão para criar uma regra.

Tipo de ação da extensão Cloud Connector

Esta seção descreve o tipo de ação Enviar dados disponível na extensão do Adobe Experience Platform Cloud Connector.

Tipo de solicitação

Para selecionar o tipo de solicitação exigido pelo endpoint, selecione o tipo apropriado na lista suspensa Tipo de solicitação.

Método Descrição
GET Solicita uma representação do recurso especificado. As solicitações que usam o GET devem recuperar apenas dados.
POST Envia uma entidade para o recurso especificado, causando, muitas vezes, uma alteração no estado ou efeitos colaterais no servidor.
PUT Substitui todas as representações atuais do recurso de direcionamento pela carga da solicitação.
PATCH Aplica modificações parciais a um recurso.
DELETE Exclui o recurso especificado.

URL do ponto terminal

No campo de texto próximo ao menu suspenso do Tipo de solicitação, digite o URL do ponto de extremidade para o qual você está enviando dados.

Parâmetros de consulta, cabeçalhos e configuração de corpo

Use cada uma dessas guias (Parâmetros de consulta, Cabeçalhos e Elementos de dados do corpo) para controlar quais dados são enviados a determinado ponto de extremidade.

Parâmetros de consulta

Defina uma chave e um valor para cada par de valor-chave que você deseja enviar como um parâmetro de sequência de consulta. Para inserir manualmente um elemento de dados, use o token de elemento de dados de chaves para o Platform Launch Server Side. Para referenciar o valor de um elemento de dados chamado "siteSection" como uma chave ou valor, digite {{siteSection}}. Ou selecione o elemento de dados criado anteriormente, selecionando-o no menu suspenso.

Para adicionar mais parâmetros de consulta, selecione Adicionar Outro.

Cabeçalhos

Defina uma chave e um valor para cada par de valor-chave que você deseja enviar como cabeçalho. Para inserir manualmente um elemento de dados, use o token de elemento de dados de chaves para o Platform Launch Server Side. Para referenciar o valor de um elemento de dados chamado "pageName" como uma chave ou valor, digite {{pageName}}. Ou selecione o elemento de dados criado anteriormente, selecionando-o no menu suspenso.

Para adicionar mais cabeçalhos, selecione Adicionar Outro.

A tabela a seguir lista os cabeçalhos predefinidos. Você não está limitado a esses cabeçalhos e pode adicionar seus próprios cabeçalhos personalizados, se necessário, mas eles são disponibilizados para sua conveniência.

OBSERVAÇÃO

Para obter informações mais detalhadas sobre esses cabeçalhos, visite https://developer.mozilla.org/pt-BR/docs/Web/HTTP/Headers.

Header Descrição
A-IM
Accept
Accept-Charset
Accept-Encoding
Accept-Language
Accept-Datetime Transmitido por um agente do usuário para indicar que deseja acessar um estado anterior de um recurso original. Para esse fim, o cabeçalho Accept-Datetime é transmitido em uma solicitação HTTP emitida em relação a um TimeGate para um recurso original, e seu valor indica a data e hora do estado anterior desejado do recurso original.
Access-Control-Request-Headers Usado pelos navegadores ao emitir uma solicitação de comprovação, para informar ao servidor quais cabeçalhos HTTP o cliente pode enviar quando a solicitação real é feita.
Método de solicitação de controle de acesso Usado pelos navegadores ao emitir uma solicitação de comprovação, para informar ao servidor qual método HTTP será usado quando a solicitação real for feita. Esse cabeçalho é necessário porque a solicitação de comprovação é sempre OPÇÃO e não usa o mesmo método que a solicitação real.
Autorização Contém as credenciais para autenticar um agente-usuário com um servidor.
Controle de cache Diretivas para mecanismos de armazenamento em cache tanto em solicitações quanto em respostas.
Conexão Controla se a conexão de rede permanece aberta após a conclusão da transação atual.
Tamanho do conteúdo O tamanho do recurso, em número decimal de bytes.
Tipo de conteúdo Indica o tipo de mídia do recurso.
Cookie Contém cookies HTTP armazenados e previamente enviados pelo servidor com o cabeçalho Set-Cookie.
Data O cabeçalho HTTP geral contém a data e a hora em que a mensagem foi originada.
DNT Expressa a preferência de rastreamento do usuário.
Expectativa Indica as expectativas que precisam ser atendidas pelo servidor para lidar corretamente com a solicitação.
Encaminhado Contém informações dos servidores proxy reversos que são alteradas ou perdidas quando um proxy está envolvido no caminho da solicitação.
De Contém um endereço de email da Internet para um usuário humano que controla o agente do usuário solicitante.
Host Especifica o host e o número da porta do servidor para o qual a solicitação está sendo enviada.
Se-Correspondência
Se-Modificado-Desde
Se-Nenhuma-Correspondência
Se-Intervalo
Se-Inalterado-Desde
Máx-Encaminhados
Origem
Pragma Cabeçalho específico da implementação que pode ter vários efeitos em qualquer lugar na cadeia de solicitação-resposta. Usado para compatibilidade com versões anteriores com caches HTTP/1.0 nos quais o cabeçalho Cache-Control ainda não está presente.
Autorização de proxy
Intervalo Indica a parte de um documento que o servidor deve retornar.
Referer O endereço da página da Web anterior na qual foi seguido um link para a página solicitada no momento.
TE Especifica as codificações de transferência que o agente do usuário está disposto a aceitar. (Você pode chamá-lo informalmente de Accept-Transfer-Encoding, o que é mais intuitivo.)
Atualização O documento RFC relevante para o campo de cabeçalho Upgrade é RFC 7230, seção 6.7. O padrão estabelece regras para se atualizar ou alterar para um protocolo diferente na conexão atual de cliente, servidor e protocolo de transporte. Por exemplo, esse padrão de cabeçalho permite que um cliente mude de HTTP 1.1 para HTTP 2.0, pressupondo que o servidor decida reconhecer e implementar o campo de cabeçalho Upgrade. Nenhuma das partes é obrigada a aceitar os termos especificados no campo de cabeçalho Upgrade. Ele pode ser usado nos cabeçalhos do cliente e do servidor. Se o campo de cabeçalho Upgrade for especificado, o remetente também DEVERÁ enviar o campo de cabeçalho Connection com a opção upgrade especificada.
User-Agent Contém uma sequência característica que permite que os pares de protocolo de rede identifiquem o tipo de aplicativo, o sistema operacional, o fornecedor ou a versão de software do agente de usuário do software solicitante.
Via Adicionados por proxies, tanto encaminhados quanto reversos, e podem aparecer nos cabeçalhos de solicitação e nos cabeçalhos de resposta.
Aviso Informações gerais de aviso sobre possíveis problemas.
X-CSRF-Token
X-Requested-With

Corpo como JSON

Defina uma chave e um valor para cada par de valor-chave que você desejar enviar no corpo da solicitação. Para inserir manualmente um elemento de dados, use o token de elemento de dados de chaves para o Platform Launch Server Side. Para referenciar o valor de um elemento de dados chamado "appSection" como uma chave ou um valor, digite {{appSection}}. Ou selecione o elemento de dados criado anteriormente, selecionando-o no menu suspenso.

Para adicionar outros pares de valores chave, selecione Adicionar Outro.

Corpo como bruto

Defina uma chave e um valor para cada par de valor-chave que você desejar enviar no corpo da solicitação. Para inserir manualmente um elemento de dados, use o token de elemento de dados de chaves para o Platform Launch Server Side. Para referenciar o valor de um elemento de dados chamado "appSection" como uma chave ou valor, digite {{appSection}}. Ou selecione o elemento de dados criado anteriormente, selecionando-o no menu suspenso. Você pode adicionar um ou mais elementos de dados.

Avançado

As ações nas regras no Platform Launch Server Side são executadas sequencialmente. Pode haver situações em que você deseje recuperar dados de uma origem externa que não esteja presente no evento recebido do cliente e, em seguida, tomar essa resposta e transformar ou enviar esses dados a um destino final em uma ação subsequente, em uma única regra. A opção "Salvar a resposta da solicitação" na seção avançada permite isso.

Para salvar o corpo da resposta de um ponto de extremidade, marque a caixa Save the request response e defina uma chave de resposta no campo de texto.

Se você tiver definido a chave de resposta como productDetails, faça referência a esses dados em um elemento de dados e, em seguida, faça referência a esse elemento de dados em uma ação subsequente na mesma regra. Para criar um elemento de dados que faça referência a productDetail, crie um elemento de dados do tipo path e insira o seguinte caminho:

arc.ruleStash.[EXTENSION-NAME-HERE].responses.[RESPONSE-KEY-HERE] 

arc.ruleStash.adobe-cloud-connector.reponses.productDetails 

Nesta página