Instalação do Dispatcher

Use a página Notas de versão do Dispatcher para obter o arquivo de instalação do Dispatcher mais recente para o seu sistema operacional e servidor Web. As versões do Dispatcher são independentes das versões do Adobe Experience Manager e são compatíveis com as versões do Adobe Experience Manager 6.x, 5.x e Adobe CQ 5.x.

OBSERVAÇÃO

Observe que o Adobe Experience Manager 6.5 exige a instalação do Dispatcher versão 4.3.2 ou superior. Dito isso, as versões do Dispatcher são independentes do AEM. Por exemplo, a versão 4.3.2 do Dispatcher também é compatível com o Adobe Experience Manager 6.4.

A seguinte convenção de nomenclatura de arquivo é usada:

dispatcher-<web-server>-<operating-system>-<dispatcher-version-number>.<file-format>

Por exemplo, o arquivo dispatcher-apache2.4-linux-x86_64-ssl-4.3.1.tar.gz contém o Dispatcher versão 4.3.1 para um servidor Web Apache 2.4, que é executado no Linux i686 e empacotado usando o formato tar.

A tabela a seguir lista o identificador do servidor Web usado em nomes de arquivo para cada servidor Web:

Servidor Web Kit de instalação
Apache 2.4 dispatcher-apache 2.4-<other parameters>
Microsoft Internet Information Server 7.5, 8, 8.5 dispatcher-iis-<other parameters>
Sun Java Web Server iPlanet dispatcher-ns-<other parameters>
ATENÇÃO

Você deve instalar a versão mais recente do Dispatcher disponível para sua plataforma. Anualmente, você deve atualizar sua instância do Dispatcher para usar a versão mais recente e aproveitar as melhorias de produtos.

OBSERVAÇÃO

Os clientes que atualizam especificamente da versão 4.3.3 para a 4.3.4 notarão um comportamento diferente na maneira como os cabeçalhos de cache são definidos para conteúdo não armazenável em cache. Para ler mais sobre esta alteração, consulte a página Notas de versão.

Cada repositório contém os seguintes arquivos:

  • os módulos Dispatcher
  • um exemplo de arquivo de configuração
  • o arquivo README, que contém instruções de instalação e informações de última hora
  • o arquivo CHANGES, que lista problemas corrigidos em versões atuais e anteriores
OBSERVAÇÃO

Verifique o arquivo README para ver se há alterações de última hora/notas específicas da plataforma antes de iniciar a instalação.

Microsoft Internet Information Server

Para obter informações sobre como instalar esse servidor Web, consulte os seguintes recursos:

Componentes necessários do IIS

As versões 8.5 e 10 do IIS exigem a instalação dos seguintes componentes do IIS:

  • Extensões ISAPI

Além disso, você deve adicionar a função Servidor Web (IIS). Use o Gerenciador de Servidores para adicionar a função e os componentes.

Microsoft IIS - Instalação do módulo Dispatcher

O arquivo necessário para o Microsoft Internet Information System é:

  • dispatcher-iis-<operating-system>-<dispatcher-release-number>.zip

O arquivo ZIP contém os seguintes arquivos:

Arquivo Descrição
disp_iis.dll O arquivo da biblioteca de links dinâmicos do Dispatcher.
disp_iis.ini Arquivo de configuração para o IIS. Este exemplo pode ser atualizado com os seus requisitos. Observação: o arquivo ini deve ter o mesmo nome-raiz que dll.
dispatcher.any Um exemplo de arquivo de configuração para o Dispatcher.
author_dispatcher.any Um exemplo de arquivo de configuração para o Dispatcher que trabalha com a instância do autor.
README Arquivo Readme, que contém instruções de instalação e informações de última hora. Observação: verifique este arquivo antes de iniciar a instalação.
CHANGES Altera o arquivo que lista os problemas corrigidos em versões atuais e anteriores.

Use o procedimento a seguir para copiar os arquivos do Dispatcher para o local correto.

  1. Use o Windows Explorer para criar o diretório <IIS_INSTALLDIR>/Scripts, por exemplo, C:\inetpub\Scripts.

  2. Extraia os seguintes arquivos do pacote do Dispatcher para o diretório Scripts:

    • disp_iis.dll
    • disp_iis.ini
    • Um dos arquivos a seguir, dependendo se o Dispatcher está trabalhando com uma instância de autor do AEM ou instância de publicação:
      • Instância do autor: author_dispatcher.any
      • Instância de publicação: dispatcher.any

Microsoft IIS - Configurar o arquivo INI do Dispatcher

Edite o arquivo disp_iis.ini para configurar a instalação do Dispatcher. O formato básico do arquivo .ini é o seguinte:

[main]
configpath=<path to dispatcher.any>
loglevel=1|2|3
servervariables=0|1
replaceauthorization=0|1

A tabela a seguir descreve cada propriedade.

Parâmetro Descrição
configpath A localização de dispatcher.any no sistema de arquivos local (caminho absoluto).
logfile O local do arquivo dispatcher.log. Se isso não for definido, as mensagens de log serão enviadas para o log de eventos do Windows.
loglevel Define o Nível de log usado para enviar mensagens para o log de eventos. Os seguintes valores podem ser especificados: Nível de log para o arquivo de log:
0 - somente mensagens de erro.
1 - erros e avisos.
2 - erros, avisos e mensagens informativas
3 - erros, avisos, mensagens informativas e de depuração.
Observação: é recomendável definir o nível de log como 3 durante a instalação e o teste, e depois como 0 durante a execução em um ambiente de produção.
replaceauthorization Especifica como os cabeçalhos de autorização na solicitação HTTP são tratados. Os seguintes valores são válidos:
0 - Os cabeçalhos de autorização não são modificados.
1 - Substitui qualquer cabeçalho chamado “Autorização”, diferente de “Básica”, por seu Basic <IIS:LOGON\_USER> equivalente.
servervariables Define como as variáveis do servidor são processadas.
0 - As variáveis do servidor IIS não são enviadas para o Dispatcher nem para o AEM.
1 - Todas as variáveis do servidor IIS, (como LOGON\_USER, QUERY\_STRING, ...), são enviadas ao Dispatcher, juntamente com os cabeçalhos de solicitação (e também à instância do AEM, se não estiver armazenada em cache).
As variáveis de servidor incluem AUTH\_USER, LOGON\_USER, HTTPS\_KEYSIZE e muitas outras. Consulte a documentação do IIS para obter a lista completa de variáveis, com detalhes.
enable_chunked_transfer Define se deseja habilitar (1) ou desabilitar (0) a transferência fragmentada para a resposta do cliente. O valor padrão é 0.

Um exemplo de configuração:

[main]
configpath=C:\Inetpub\Scripts\dispatcher.any
loglevel=1
servervariables=1
replaceauthorization=0

Configuração do Microsoft IIS

Configure o IIS para integrar o Módulo ISAPI do Dispatcher. No IIS, é usado mapeamento de aplicativo curinga.

Configuração de acesso anônimo - IIS 8.5 e 10

O agente de replicação de limpeza padrão na instância do autor é configurado para que ele não envie credenciais de segurança com solicitações de limpeza. Portanto, o site que você está usando no cache do Dispatcher deve permitir acesso anônimo.

Se o site usar um método de autenticação, o agente de replicação de limpeza deverá ser configurado adequadamente.

  1. Abra o Gerenciador do IIS e selecione o site que você está usando como cache do Dispatcher.
  2. Usando o modo Exibição de recursos, na seção do IIS, clique duas vezes em Autenticação.
  3. Selecione Autenticação anônima, caso esta opção não esteja ativada, e na área Ações, clique em Ativar.

Integração do Módulo ISAPI do Dispatcher ao IIS 8.5 e 10

Use o procedimento a seguir para adicionar o Módulo ISAPI do Dispatcher ao IIS.

  1. Abra o Gerenciador do IIS.

  2. Selecione o site que você está usando como cache do Dispatcher.

  3. Usando o modo Exibição de recursos, na seção do IIS, clique duas vezes em Mapeamentos do manipulador.

  4. No painel Ações, da página Mapeamentos do manipulador, clique em Adicionar Mapa de script curinga, adicione os seguintes valores de propriedade e clique em OK:

    • Caminho da solicitação: *
    • Executável: o caminho absoluto do arquivo disp_is.dll, por exemplo C:\inetpub\Scripts\disp_iis.dll.
    • Nome: um nome descritivo para o mapeamento do manipulador, por exemplo Dispatcher.
  5. Na caixa de diálogo exibida, para adicionar a biblioteca disp_iis.dll à lista de Restrições do ISAPI e do CGI, clique em Sim.

    Para o IIS 7.0 e 7.5, a configuração é concluída. Continue com as etapas restantes se estiver configurando o IIS 8.0.

  6. (IIS 8.0) Na lista de mapeamentos do manipulador, selecione aquele que acabou de criar e, na área Ações, clique em Editar.

  7. (IIS 8.0) Na caixa de diálogo Editar mapa de script, clique no botão Restrições de solicitação.

  8. (IIS 8.0) Para garantir que o manipulador seja usado para arquivos e pastas que ainda não foram armazenados em cache, desmarque a opção Invocar manipulador somente se a solicitação estiver mapeada para, e clique em OK.

  9. (IIS 8.0) Na caixa de diálogo Editar mapa de script, clique em OK.

Configuração do acesso ao cache - IIS 8.5 e 10

Forneça ao usuário padrão do Pool de aplicativos acesso de gravação à pasta que está sendo usada como cache do Dispatcher.

  1. Clique com o botão direito do mouse na pasta raiz do site que você está usando como cache do Dispatcher e clique em Propriedades, como C:\inetpub\wwwroot.

  2. Na guia Segurança, clique em Editar e, na caixa de diálogo Permissões, clique em Adicionar. Uma caixa de diálogo é aberta para selecionar contas de usuário. Clique no botão Localizações, selecione o nome do computador e clique em OK.

    Mantenha essa caixa de diálogo aberta enquanto conclui a próxima etapa.

  3. No Gerenciador do IIS, selecione o site do IIS que você está usando para o cache do Dispatcher e, no lado direito da janela, clique em Configurações avançadas.

  4. Selecione o valor da propriedade Pool de Aplicativos e copie-o para a área de transferência.

  5. Retorne à caixa de diálogo aberta. Na caixa Inserir os nomes de objetos a serem selecionados, digite IIS AppPool\ e cole o conteúdo da área de transferência. O valor deve ser semelhante ao seguinte exemplo:

    IIS AppPool\DefaultAppPool

  6. Clique no botão Verificar nomes. Quando o Windows resolver a conta de usuário, clique em OK.

  7. Na caixa de diálogo Permissões, da pasta do Dispatcher, selecione a conta que você acabou de adicionar, ative todas as permissões para a conta, com exceção de Controle completo, e clique em OK. Clique em OK para fechar a caixa de diálogo Propriedades da pasta.

Registro do tipo MIME JSON - IIS 8.5 e 10

Use o procedimento a seguir para registrar o tipo MIME JSON quando quiser que o Dispatcher permita chamadas JSON.

  1. No Gerenciador do IIS, selecione seu site e, usando a Exibição de recursos, clique duas vezes em Tipos MIME.

  2. Se a extensão JSON não estiver na lista, no painel Ações, clique em Adicionar, insira os seguintes valores de propriedade e clique em OK:

    • Extensão de nome do arquivo: .json
    • Tipo MIME: application/json

Remoção do segmento oculto bin - IIS 8.5 e 10

Use o procedimento a seguir para remover o segmento oculto bin. Os sites que não são novos podem conter esse segmento oculto.

  1. No Gerenciador do IIS, selecione seu site e usando a Exibição de recursos, clique duas vezes em Solicitar filtragem.
  2. Selecione o segmento bin, clique em Remover e, na caixa de diálogo de confirmação, clique em Sim.

Registro de mensagens do IIS em um arquivo - IIS 8.5 e 10

Use o procedimento a seguir para gravar mensagens de log do Dispatcher em um arquivo de log, em vez de gravar no log de Eventos do Windows. Você precisa configurar o Dispatcher para usar o arquivo de log e fornecer ao IIS acesso de gravação ao arquivo.

  1. Use o Windows Explorer para criar uma pasta chamada dispatcher abaixo da pasta de logs da instalação do IIS. O caminho desta pasta para uma instalação típica é C:\inetpub\logs\dispatcher.

  2. Clique com o botão direito do mouse na pasta Dispatcher e clique em Propriedades.

  3. Na guia Segurança, clique em Editar e, na caixa de diálogo Permissões, clique em Adicionar. Uma caixa de diálogo é aberta para selecionar contas de usuário. Clique no botão Localizações, selecione o nome do computador e clique em OK.

    Mantenha essa caixa de diálogo aberta enquanto conclui a próxima etapa.

  4. No Gerenciador do IIS, selecione o site do IIS que você está usando para o cache do Dispatcher e, no lado direito da janela, clique em Configurações avançadas.

  5. Selecione o valor da propriedade Pool de aplicativos e copie-o para a área de transferência.

  6. Retorne à caixa de diálogo aberta. Na caixa Inserir os nomes de objetos a serem selecionados, digite IIS AppPool\ e cole o conteúdo da área de transferência. O valor deve ser semelhante ao seguinte exemplo:

    IIS AppPool\DefaultAppPool

  7. Clique no botão Verificar nomes. Quando o Windows resolver a conta de usuário, clique em OK.

  8. Na caixa de diálogo Permissões, da pasta do Dispatcher, selecione a conta que você acabou de adicionar, ative todas as permissões para a conta, com exceção de Controle completo, e clique em OK. Clique em OK para fechar a caixa de diálogo Propriedades da pasta.

  9. Use um editor de texto para abrir o arquivo disp_iis.ini.

  10. Adicione uma linha de texto semelhante ao exemplo a seguir para configurar o local do arquivo de log. Em seguida, salve o arquivo:

    logfile=C:\inetpub\logs\dispatcher\dispatcher.log
    

Próximas etapas

Antes de começar a usar o Dispatcher, você deve saber:

Apache Web Server

ATENÇÃO

As instruções para instalação no Windows e Unix são abordadas aqui. Tenha cuidado ao executar as etapas.

Instalação do Apache Web Server

Para informações sobre como instalar o Apache Web Server, leia o manual de instalação online ou na distribuição.

ATENÇÃO

Se você estiver criando um binário do Apache compilando os arquivos de origem, ative o suporte aos módulos dinâmicos. Isso pode ser feito usando uma das opções –habilitar-compartilhado. No mínimo, inclua o módulo mod_so.

Você encontra mais informações no manual de instalação do Apache Web Server.

Consulte também as Dicas de segurança e os Relatórios de segurança do Apache HTTP Server.

Apache Web Server - Adicionar o módulo do Dispatcher

O Dispatcher vem como uma das opções:

  • Windows: Biblioteca de Link Dinâmica (DLL)
  • Unix: Objeto Compartilhado Dinâmico (DSO)

O conjunto de arquivos de instalação contêm os seguintes arquivos - dependendo se você selecionou Windows ou Unix:

Arquivo Descrição
disp_apache<x.y>.dll Windows: o arquivo da biblioteca de links dinâmicos do Dispatcher.
dispatcher-apache<x.y>-<rel-nr>.so Unix: o arquivo da biblioteca de objetos compartilhados do Dispatcher.
mod_dispatcher.so Unix: um link de exemplo.
http.conf.disp<x> Um exemplo de arquivo de configuração para o servidor Apache.
dispatcher.any Um exemplo de arquivo de configuração para o Dispatcher.
README Arquivo Readme, que contém instruções de instalação e informações de última hora. Observação: verifique este arquivo antes de iniciar a instalação.
CHANGES Altera o arquivo que lista os problemas corrigidos nas versões atual e anterior.

Use as seguintes etapas para adicionar o Dispatcher ao seu Apache Web Server:

  1. Coloque o arquivo do Dispatcher no diretório adequado do módulo Apache:

    • Windows: Coloque disp_apache<x.y>.dll <APACHE_ROOT>/modules
    • Unix: Localize o diretório <APACHE_ROOT>/libexec ou <APACHE_ROOT>/modules de acordo com a sua instalação.
      Copie dispatcher-apache<options>.so neste diretório.
      Para simplificar a manutenção de longo prazo, você também pode criar um link simbólico chamado mod_dispatcher.so para o Dispatcher:
      ln -s dispatcher-apache<x>-<os>-<rel-nr>.so mod_dispatcher.so
  2. Copie o arquivo dispatcher.any para o diretório <APACHE_ROOT>/conf.

    Observação: você pode colocar esse arquivo em um local diferente, desde que a propriedade DispatcherLog do módulo Dispatcher esteja configurada adequadamente. (Consulte abaixo Entradas de configuração específica para o Dispatcher.)

Apache Web Server - Configurar propriedades do SELinux

Se você estiver executando o Dispatcher no RedHat Linux Kernel 2.6 com o SELinux ativado, poderá encontrar mensagens de erro como esta no arquivo de log do Dispatcher.

Mon Jun 30 00:03:59 2013] [E] [16561(139642697451488)] Unable to connect to backend rend01 (10.122.213.248:4502): Permission denied

Isso provavelmente se deve a uma segurança ativada do SELinux. Nesse caso, é necessário executar as seguintes tarefas:

  • Configure o contexto do SELinux do arquivo de módulo Dispatcher.
  • Habilite scripts e módulos HTTPD para fazer conexões de rede.
  • Configure o contexto SELinux do docroot, onde os arquivos em cache são armazenados.

Insira os seguintes comandos em uma janela de terminal, substituindo [path to the dispatcher.so file] pelo caminho para o módulo Dispatcher que você instalou no Apache Web Server, e path to the docroot pelo caminho onde o docroot está localizado (por exemplo, /opt/cq/cache):

semanage fcontext -a -t httpd_modules_t [path to the dispatcher.so file]
setsebool -P httpd_can_network_connect on
chcon -R --type httpd_sys_content_t [path to the docroot]
semanage fcontext -a -t httpd_sys_content_t "[path to the docroot](/.*)?"

Apache Web Server - Configurar o Apache Web Server para o Dispatcher

O Apache Web Server precisa ser configurado usando httpd.conf. No kit de instalação do Dispatcher, você encontrará um arquivo de configuração de exemplo chamado httpd.conf.disp<x>.

Estas etapas são obrigatórias:

  1. Vá até <APACHE_ROOT>/conf.

  2. Abra httpd.conf para edição.

  3. As seguintes entradas de configuração devem ser adicionadas na ordem listada:

    • LoadModule para carregar o módulo na inicialização.
    • Entradas de configuração específicas do Dispatcher, incluindo DispatcherConfig, DispatcherLog e DispatcherLogLevel.
    • SetHandler para ativar o Dispatcher. LoadModule.
    • ModMimeUsePathInfo para configurar o comportamento do mod_mime.
  4. (Opcional) Recomenda-se alterar o proprietário do diretório htdocs:

    • O servidor Apache é iniciado como raiz, embora os processos secundários sejam iniciados como daemon (para fins de segurança). O DocumentRoot (<APACHE_ROOT>/htdocs) deve pertencer ao daemon do usuário:

      cd <APACHE_ROOT>  
      chown -R daemon:daemon htdocs
      

LoadModule

A tabela a seguir lista exemplos que podem ser usados; as entradas exatas são de acordo com seu Apache Web Server específico:

Windows ... LoadModule dispatcher_module modules\disp_apache.dll ...
Unix (presumindo link simbólico) ... LoadModule dispatcher_module libexec/mod_dispatcher.so ...
OBSERVAÇÃO

O primeiro parâmetro de cada instrução deve ser escrito exatamente como nos exemplos acima.

Consulte os arquivos de configuração de exemplo fornecidos e a documentação do Apache Web Server para obter detalhes completos sobre esse comando.

Entradas de configuração específicas do Dispatcher

As entradas de configuração específicas do Dispatcher são colocadas após a entrada LoadModule. A tabela a seguir lista uma configuração de exemplo aplicável ao Unix e Windows:

Windows e Unix

...
<fModule disp_apache2.c>
DispatcherConfig conf/dispatcher.any
DispatcherLog logs/dispatcher.log DispatcherLogLevel 3
DispatcherNoServerHeader 0 DispatcherDeclineRoot 0
DispatcherUseProcessedURL 0
DispatcherPassError 0
DispatcherKeepAliveTimeout 60
</IfModule>
...

Os parâmetros de configuração individuais:

Parâmetro Descrição
DispatcherConfig Localização e nome do arquivo de configuração do Dispatcher.
Quando essa propriedade está localizada na configuração do servidor principal, todos os hosts virtuais herdam o valor da propriedade. No entanto, os hosts virtuais podem incluir uma propriedade DispatcherConfig para substituir a configuração do servidor principal.
DispatcherLog Localização e nome do arquivo de log.
DispatcherLogLevel Nível de log do arquivo de log:
0 - Erros
1 - Avisos
2 - Informações
3 - Depuração
Observação: é recomendável definir o nível de log como 3 durante a instalação e o teste, e depois como 0 durante a execução em um ambiente de produção.
DispatcherNoServerHeader Este parâmetro está obsoleto e não tem mais efeito.

Define o cabeçalho do servidor que será usado:
  • indefinido ou 0 - o cabeçalho do servidor HTTP contém a versão do AEM.
  • 1 - o cabeçalho do servidor Apache é usado.
DispatcherDeclineRoot Define se as solicitações devem ser rejeitadas para a raiz "/":
0 - aceitar solicitações para /
1 - solicitações para / não são tratadas pelo Dispatcher; use mod_alias para o mapeamento correto.
DispatcherUseProcessedURL Define se os URLs pré-processados devem ser usados para todo o processamento adicional pelo Dispatcher:
0 - use o URL original transmitido ao servidor Web.
1 - o Dispatcher usa o URL já processado pelos manipuladores que precedem o Dispatcher (ou seja, mod_rewrite) em vez do URL original enviado ao servidor Web. Por exemplo, o URL original ou processado corresponde aos filtros do Dispatcher. O URL também é usado como a base para a estrutura do arquivo de cache. Consulte a documentação no site do Apache para obter informações sobre mod_rewrite. Por exemplo, Apache 2.4. Ao usar o mod_rewrite, é aconselhável usar o sinalizador “passthrough
DispatcherPassError Define como aceitar códigos de erro para manipulação de ErrorDocument:
0 - O Dispatcher faz spool de todas as respostas de erro para o cliente.
1 - o Dispatcher não faz spool de uma resposta de erro para o cliente (em que o código de status é maior ou igual a 400), mas transmite o código de status para o Apache, que por exemplo, permite que uma diretiva ErrorDocument processe o código de status.
Intervalo de código - especifica um intervalo de códigos de erro para o qual a resposta é transmitida para o Apache. Outros códigos de erro são transmitidos para o cliente. Por exemplo, a configuração a seguir transmite respostas para o erro 412 para o cliente, e todos os outros erros são transmitidos para o Apache: DispatcherPassError 400-411,413-417
DispatcherKeepAliveTimeout Especifica o tempo limite do keep-alive, em segundos. A partir da versão 4.2.0 do Dispatcher, o valor padrão do keep-alive é 60. Um valor 0 desativa o keep-alive.
DispatcherNoCanonURL Configurar esse parâmetro como Ativado transmitirá o URL bruto para o back-end em vez do canonizado e substituirá as configurações de DispatcherUseProcessedURL. O valor padrão é Desativado.
Observação: as regras de filtro na configuração do Dispatcher sempre serão avaliadas em relação ao URL limpo, não ao URL bruto.
OBSERVAÇÃO

As entradas de caminho são relativas ao diretório raiz do Apache Web Server.

OBSERVAÇÃO

As configurações padrão para o Cabeçalho do servidor são:

ServerTokens Full

DispatcherNoServerHeader 0

que apresenta a versão do AEM (para fins estatísticos). Se quiser desativar a disponibilização dessas informações no cabeçalho, defina:

ServerTokens Prod

Consulte a Documentação do Apache sobre a Diretiva ServerTokens (por exemplo, para o Apache 2.4) para obter mais informações.

SetHandler

Após essas entradas, você deve adicionar uma instrução SetHandler ao contexto de sua configuração ( <Directory>, <Location>) para que o Dispatcher manipule as solicitações recebidas. O exemplo a seguir configura o Dispatcher para lidar com solicitações do site completo:

Windows e Unix

...  
<Directory />  
<IfModule disp\_apache2.c>  
SetHandler dispatcher-handler  
</IfModule>  
  
Options FollowSymLinks  
AllowOverride None  
</Directory>  
...

O exemplo a seguir configura o Dispatcher para lidar com solicitações de um domínio virtual:

Windows

...  
<VirtualHost 123.45.67.89>  
ServerName www.mycompany.com  
DocumentRoot _\[cache-path\]_\\docs  
<Directory _\[cache-path\]_\\docs>  
<IfModule disp\_apache2.c>  
SetHandler dispatcher-handler  
</IfModule>  
AllowOverride None  
</Directory>  
</VirtualHost>  
...

Unix

...  
<VirtualHost 123.45.67.89>  
ServerName www.mycompany.com  
DocumentRoot /usr/apachecache/docs  
<Directory /usr/apachecache/docs>  
<IfModule disp\_apache2.c>  
SetHandler dispatcher-handler  
</IfModule>  
AllowOverride None  
</Directory>  
</VirtualHost>  
...
OBSERVAÇÃO

O parâmetro da instrução SetHandler deve ser escrito exatamente como nos exemplos acima, pois este é o nome do manipulador definido no módulo.

Consulte os arquivos de configuração de exemplo fornecidos e a documentação do Apache Web Server para obter detalhes completos sobre esse comando.

ModMimeUsePathInfo

Depois da instrução SetHandler, você também deve adicionar a definição ModMimeUsePathInfo.

OBSERVAÇÃO

O parâmetro ModMimeUsePathInfo só deve ser usado e configurado se você estiver usando o Dispatcher versão 4.0.9 ou superior.

(Observe que a versão 4.0.9 do Dispatcher foi lançada em 2011. Se você estiver usando uma versão mais antiga, seria apropriado atualizar para uma versão recente do Dispatcher).

O parâmetro ModMimeUsePathInfo deve ser definido como On para todas as configurações do Apache:

ModMimeUsePathInfo On

O módulo mod_mime (consulte, por exemplo, Módulo mod_mime do Apache) é usado para atribuir metadados de conteúdo ao conteúdo selecionado para uma resposta HTTP. A configuração padrão significa que quando mod_mime determina o tipo de conteúdo, somente a parte do URL que mapeia para um arquivo ou diretório será considerada.

Quando On, o parâmetro ModMimeUsePathInfo especifica que mod_mime é para determinar o tipo de conteúdo com base no URL complete; significa que os recursos virtuais terão metainformações aplicadas com base em sua extensão.

O exemplo a seguir ativa ModMimeUsePathInfo:

Windows e Unix

...  
<Directory />  
<IfModule disp\_apache2.c>  
SetHandler dispatcher-handler  
ModMimeUsePathInfo On  
</IfModule>  
  
Options FollowSymLinks  
AllowOverride None  
</Directory>  
...

Ativar suporte para HTTPS (Unix e Linux)

O Dispatcher usa o OpenSSL para implementar comunicação segura via HTTP. A partir da versão do Dispatcher 4.2.0, há suporte para OpenSSL 1.0.0 e OpenSSL 1.0.1. O Dispatcher usa o OpenSSL 1.0.0 por padrão. Para usar o OpenSSL 1.0.1, use o seguinte procedimento para criar links simbólicos para que o Dispatcher use as bibliotecas OpenSSL instaladas.

  1. Abra um terminal e altere o diretório atual para o diretório onde as bibliotecas OpenSSL estão instaladas, por exemplo:

    cd /usr/lib64
    
  2. Para criar links simbólicos, insira os seguintes comandos:

    ln -s libssl.so libssl.so.1.0.1
    ln -s libcrypto.so libcrypto.so.1.0.1
    
OBSERVAÇÃO

Se estiver usando uma versão personalizada do Apache, verifique se o Apache e o Dispatcher estão compilados usando a mesma versão do OpenSSL.

Próximas etapas

Antes de começar a usar o Dispatcher, é necessário agora:

Sun Java System Servidor Web / iPlanet

OBSERVAÇÃO

As instruções para ambientes Windows e Unix são abordadas aqui.

Tenha cuidado ao selecionar qual deles executar.

Sun Java System Web Server / iPlanet - Instalação do servidor Web

Para obter informações completas sobre como instalar esses servidores Web, consulte a documentação de cada um deles:

  • Sun Java System Web Server
  • Servidor Web iPlanet

Sun Java System Web Server / iPlanet - Adicionar o módulo Dispatcher

O Dispatcher vem como uma das opções:

  • Windows: Biblioteca de Link Dinâmica (DLL)
  • Unix: Objeto Compartilhado Dinâmico (DSO)

O conjunto de arquivos de instalação contêm os seguintes arquivos - dependendo se você selecionou Windows ou Unix:

Arquivo Descrição
disp_ns.dll Windows: o arquivo da biblioteca de links dinâmicos do Dispatcher.
dispatcher.so Unix: o arquivo da biblioteca de objetos compartilhados do Dispatcher.
dispatcher.so Unix: um link de exemplo.
obj.conf.disp Um exemplo de arquivo de configuração para o servidor Web iPlanet / Sun Java System Web Server.
dispatcher.any Um exemplo de arquivo de configuração para o Dispatcher.
README Arquivo Readme, que contém instruções de instalação e informações de última hora. Observação: verifique este arquivo antes de iniciar a instalação.
CHANGES Altera o arquivo que lista os problemas corrigidos nas versões atual e anterior.

Use as seguintes etapas para adicionar o Dispatcher ao seu servidor Web:

  1. Coloque o arquivo do Dispatcher no diretório plugin do servidor Web:

Sun Java System Web Server / iPlanet - Configurar para o Dispatcher

O servidor Web precisa ser configurado, usando obj.conf. No kit de instalação do Dispatcher, você encontrará um arquivo de configuração de exemplo chamado obj.conf.disp.

  1. Vá até <WEBSERVER_ROOT>/config.

  2. Abra obj.conf para edição.

  3. Copie a linha que começa:
    Service fn="dispService"
    de obj.conf.disp para a seção de inicialização de obj.conf.

  4. Salve as alterações.

  5. Abra magnus.conf para edição.

  6. Copie as duas linhas que iniciam:
    Init funcs="dispService, dispInit"
    e
    Init fn="dispInit"
    de obj.conf.disp para a seção de inicialização de magnus.conf.

  7. Salve as alterações.

OBSERVAÇÃO

As configurações a seguir devem estar em uma linha e as $(SERVER_ROOT) e $(PRODUCT_SUBDIR) devem ser substituídas pelos respectivos valores.

Init

A tabela a seguir lista exemplos que podem ser usados; as entradas exatas são de acordo com seu servidor Web específico:

Windows e Unix

...  
Init funcs="dispService,dispInit" fn="load-modules" shlib="$(SERVER\_ROOT)/plugins/dispatcher.so"  
Init fn="dispInit" config="$(PRODUCT\_SUBDIR)/dispatcher.any" loglevel="1" logfile="$(PRODUCT\_SUBDIR)/logs/dispatcher.log"  
keepalivetimeout="60"  
...

em que:

Parâmetro Descrição
config Localização e nome do arquivo de configuração dispatcher.any.
logfile Localização e nome do arquivo de log.
loglevel Nível de log ao gravar mensagens no arquivo de log:
0 Erros
1 Avisos
2 Informações
3 Depuração
Observação: é recomendável definir o nível de log como 3 durante a instalação e o teste, e como 0 quando executado em um ambiente de produção.
keepalivetimeout Especifica o tempo limite do keep-alive, em segundos. A partir da versão 4.2.0 do Dispatcher, o valor padrão do keep-alive é 60. Um valor 0 desativa o keep-alive.

Dependendo dos seus requisitos, você pode definir o Dispatcher como um serviço para os seus objetos. Para configurar o Dispatcher para todo o seu site, modifique o objeto padrão:

Windows

...  
NameTrans fn="document-root" root="$(PRODUCT\_SUBDIR)\\dispcache"  
...  
Service fn="dispService" method="(GET|HEAD|POST)" type="\*\\\*"  
...

Unix

...  
NameTrans fn="document-root" root="$(PRODUCT\_SUBDIR)/dispcache"  
...  
Service fn="dispService" method="(GET|HEAD|POST)" type="\*/\*"  
...

Próximas etapas

Antes de começar a usar o Dispatcher, é necessário agora:

Nesta página