Configuração do headless

Última atualização em 2023-09-05

Veja abaixo um caminho simples para criar, gerenciar e fornecer experiências usando o AEM as a Cloud Service em cinco etapas, para usuários já familiarizados com o AEM e a tecnologia headless. Cada guia tem como base o anterior; portanto, é recomendável explorá-los detalhadamente e em ordem.

  1. Criação de uma configuração
  2. Criação de um modelo de fragmento de conteúdo
  3. Criação de uma pasta de ativos
  4. Criação de um fragmento de conteúdo
  5. Criar uma solicitação de API
DICA

Este guia de introdução presume que você tenha conhecimento sobre a tecnologia headless e do AEM.

Caso saiba pouco sobre o AEM e a tecnologia headless, consulte nossas jornadas de documentação headless para obter uma introdução completa sobre esse conceito e como ele funciona no AEM.

Público

As tarefas descritas são necessárias para uma demonstração completa e básica das capacidades headless do AEM. Qualquer pessoa com acesso de administrador a uma instância de teste do AEM pode seguir esses guias para entender a entrega headless no AEM, embora o ideal seja alguém com experiência de desenvolvedor.

No entanto, em uma situação de produção, as tarefas serão executadas por perfis diferentes em uma quantidade variável de vezes. Por exemplo:

  • Normalmente, admins precisarão definir a configuração inicial e a estrutura de pastas do conteúdo apenas uma vez, ou esporadicamente.
  • Geralmente, arquitetos(as) de informação adicionarão novos modelos à medida que as necessidades da organização evoluem.
  • Autores(as) de conteúdo continuarão a criar novos conteúdos como fragmentos de conteúdo baseados nos modelos definidos por arquitetos(as).

Próxima etapa

Pronto para aprender mais? Então, comece lendo a primeira parte da configuração do headless: Criação de uma configuração.

Nesta página