Entrega de conteúdo HTTP/2

A Adobe está animada em anunciar a disponibilidade da entrega de conteúdo HTTP/2 com o benefício geral de um melhor desempenho.

OBSERVAÇÃO

Esse recurso exige que você use a CDN predefinida fornecida com o Adobe Experience Manager Dynamic Media. Nenhum outro CDN personalizado é compatível com esse recurso.

O que é HTTP/2?

O HTTP/2 melhora a forma como os navegadores e servidores se comunicam, permitindo uma transferência mais rápida de informações e ao mesmo tempo reduzindo a quantidade de poder de processamento necessário.

O site a seguir descreve o HTTP/2 e seus benefícios de uma maneira breve e simples:

O que você deve saber sobre HTTP/2

Quais são os principais benefícios da migração para HTTP/2 para a entrega de conteúdo?

A melhoria do desempenho pode variar bastante. É baseado em vários fatores, como o código do seu site, como você usa o Dynamic Media, o dispositivo do consumidor, a tela e a localização.

Resultados dos testes próprios:

  • Para imagens, o tempo de resposta melhorou de 7% a 28%, dependendo do dispositivo e do navegador. Os ganhos de desempenho mais notáveis foram em dispositivos iOS.
  • Para visualizadores, o desempenho do tempo de carregamento melhorou em 15%.

A demonstração a seguir ilustra a diferença entre o carregamento HTTP/1 e HTTP/2:

https://http2.akamai.com/demo

Posso mudar para HTTP/2?

Para usar HTTP/2, você deve atender aos seguintes requisitos:

  • Use HTTPS seguro para suas solicitações de mídia avançada.

  • Use a CDN (rede de entrega de conteúdo) fornecida pelo Adobe como parte de sua licença da Dynamic Media.

  • Use um domínio dedicado (não-company-h.assetsadobe#.com).

    Se você já tiver um domínio dedicado, poderá optar por participar por meio do Suporte ao cliente do Adobe.

    Se você não tiver um domínio dedicado, o Adobe planeja agendar sua transição para HTTP/2 em 2018.

Qual é o processo para habilitar HTTP/2 para minha conta Dynamic Media?

Você inicia a solicitação para alternar para HTTP/2; isso não é feito automaticamente para você.

  1. Para mudar para HTTP/2, inicie uma solicitação de Suporte ao cliente do Adobe. Consulte Acessar o portal de suporte do Adobe Experience Manager.

    1. Forneça as seguintes informações em sua solicitação de suporte:

      1. Nome do contato principal, email, telefone.
      2. Todos os domínios a serem transferidos para HTTP/2.
      3. Verifique se você usa HTTPS seguro para solicitações de mídia avançada.
      4. Verifique se você usa a CDN por meio do Adobe e não é gerenciada com um relacionamento direto.
      5. Verifique se você usa um domínio dedicado. Se usar o Dynamic Media, você usará um domínio dedicado.
    2. O Suporte ao cliente adiciona você à lista de espera do cliente HTTP/2, com base na ordem em que as solicitações foram enviadas.

    3. Quando o Adobe estiver pronto para lidar com sua solicitação, o Suporte ao cliente entrará em contato com você para coordenar a transição e definir uma data de destino.

    4. Você é notificado após a conclusão e pode verificar a transição bem-sucedida para HTTP2.

      Como o navegador não declara esse fato, é necessário baixar uma extensão.

      Para o Firefox e o Chrome, há uma extensão chamada "Indicador HTTP/2 e SPDY". Os navegadores só suportam http/2 com segurança, portanto, é necessário chamar um URL com https para verificar. Se http/2 for suportado, ele será indicado pela extensão na forma de um símbolo de Flash azul e um cabeçalho "X-Firefox-Spdy" : "h2".

Quando posso esperar uma transição para HTTP/2?

As solicitações são processadas na ordem em que são recebidas pelo Suporte ao cliente.

OBSERVAÇÃO

Pode haver um lead time longo, pois a transição para HTTP/2 envolve a limpeza do cache. Portanto, apenas algumas transições de clientes podem ser tratadas por vez.

Quais são os riscos com a mudança para HTTP/2?

A transição para HTTP/2 limpa seu cache no CDN porque envolve mudar para uma nova configuração de CDN.

O conteúdo armazenado em cache atinge diretamente os servidores de origem não-Adobe até que o cache seja recriado novamente. Dessa forma, o Adobe pretende lidar com algumas transições de clientes de cada vez, para que o desempenho aceitável seja mantido ao puxar solicitações da origem.

Como é possível verificar se um URL ou site está ativado com HTTP/2?

Como o navegador não declara esse fato, é necessário baixar uma extensão.

Para o Firefox e o Chrome, há uma extensão chamada "Indicador HTTP/2 e SPDY". Os navegadores só suportam http/2 com segurança, portanto, é necessário chamar um URL com https para verificar. Se http/2 for suportado, ele será indicado pela extensão na forma de um símbolo de Flash azul e um cabeçalho X-Firefox-Spdy : h2.

Nesta página