Configuração de mensagens

Visão geral

O recurso de mensagens para o AEM Communities fornece a capacidade de visitantes (membros) do site conectados enviarem mensagens para outros que sejam acessíveis quando conectados ao site.

As mensagens são ativadas para um site da comunidade marcando uma caixa durante criação do site da comunidade.

Nesta página estão informações sobre a configuração padrão e possíveis ajustes.

Para obter informações adicionais para desenvolvedores, consulte Messaging Essentials.

Serviço de Operações de Mensagens

O AEM Communities Messaging Operations Service identifica o ponto de extremidade que lida com solicitações relacionadas a mensagens, as pastas que o serviço deve usar para armazenar mensagens e, se as mensagens puderem incluir anexos de arquivo, quais tipos de arquivo são permitidos.

Para sites da comunidade criados usando o console Sites das Comunidades, já existe uma instância do serviço, com a caixa de entrada definida como /mail/community/inbox.

Serviço de operações de mensagens da comunidade

Como mostrado abaixo, existe uma configuração do serviço para sites criados com o assistente de criação de sites. A configuração pode ser exibida ou editada selecionando o ícone de lápis ao lado da configuração:

chlimage_1-63

Nova configuração

Para adicionar uma nova configuração, selecione o ícone de adição '+' ao lado do nome do serviço:

chlimage_1-64

  • Lista de
    permissões dos campos de mensagem Especifica as propriedades do componente Compor mensagem que os usuários podem editar e persistir. Se novos elementos de formulário forem adicionados, a ID do elemento precisará ser adicionada se desejar ser armazenada no SRP. O padrão é duas entradas:
    ** assunto e conteúdo.

  • Limite de tamanho da caixa de mensagem
    O número máximo de bytes na caixa de mensagem de cada usuário. O padrão é
    1073741824 (1 GB).

  • Message count
    limitO número total de mensagens permitidas por usuário. Um valor de -1 indica que um número ilimitado de mensagens é permitido, sujeito ao limite de tamanho da caixa de mensagem. O padrão é
    10000 (10.000)

  • Notificar
    falha de entrega. Se marcada, notifique o remetente se o delivery de mensagem falhar para alguns destinatários. O padrão é
    verificado.

  • Falha no
    idName do remetente do delivery que aparece na mensagem de falha do delivery. O padrão é
    failureNotifier.

  • Caminho do modelo de mensagem de falha
    Caminho absoluto para a raiz do modelo de mensagem de falha de delivery. O padrão é
    /etc/notification/messaging/default.

  • maxRetries.
    nameNúmero de vezes para tentar reenviar uma mensagem que não foi entregue. O padrão é
    3.

  • minWaitBetweenRetries.
    nameNumber de segundos para aguardar entre tentativas de reenviar a mensagem após a falha do envio. O padrão é *100 *(segundos).

  • Count update pool
    sizeNúmero de threads simultâneos usados para atualizar a contagem. O padrão é
    10.

  • inbox.path.name
    (
    Obrigatório) O caminho, relativo ao nó do usuário (/home/users/username?lang=pt-BR), a ser usado para a inbox pasta. O caminho NÃO deve terminar com uma barra à direita '/'. O padrão é /mail/inbox .

  • sentitems.path.name
    (
    Obrigatório) O caminho, relativo ao nó do usuário (/home/users/username?lang=pt-BR), a ser usado para a senditems pasta. O caminho NÃO deve terminar com uma barra à direita '/'. O padrão é /mail/sentitems .

  • supportAttachments.
    nameSe marcada, os usuários poderão adicionar anexos às suas mensagens. O padrão é
    verificado.

  • batchSize.
    nameNumber das mensagens a serem agrupadas em lote para um envio ao enviar para um grande grupo de recipients. O padrão é
    100.

  • maxTotalAttachmentSize.
    nameSe supportAttachments estiver marcado, esse valor especifica o tamanho total máximo permitido (em bytes) de todos os anexos. O padrão é
    104857600 (100 MB).

  • attachmentTypeBlocklist.
    nameUm lista de bloqueios de extensões de arquivo, com o prefixo '
    .", que será rejeitado pelo sistema. Se não incluir na lista de bloqueios, a extensão será permitida. As extensões podem ser adicionadas ou removidas usando os ícones '+' e '-'. O padrão é DEFAULT.

  • allowedAttachmentTypes.name

    (Ação necessária) Uma lista de permissões das extensões de arquivo, o oposto da lista de bloqueios. Para permitir todas as extensões de arquivo, exceto aquelas incluir na lista de bloqueios, use o ícone '-' para remover a única entrada vazia.

  • serviceSelector.name
    (Obrigatório) Um caminho absoluto (endpoint) pelo qual o serviço é chamado (um recurso virtual). A raiz do caminho escolhido deve ser uma incluída na configuração Caminhos de execução de configuração do OSGi config Apache Sling Servlet/Script Resolver and Error Handler, como /bin/, /apps/ e /services/. Para selecionar essa configuração para o recurso de mensagens de um site, esse terminal é fornecido como o valor Service selector para o Message List and Compose Message components (consulte Recurso de Mensagem). O padrão é /bin/messaging .

  • fieldAllowlist.
    nameUse
    Campos de mensagem Lista de permissões.

ATENÇÃO

Cada vez que uma configuração Messaging Operations Service é aberta para edição, se allowedAttachmentTypes.name tiver sido removida, uma entrada vazia é adicionada novamente para tornar a propriedade configurável. Uma única entrada vazia desativa os anexos do arquivo.

Para permitir todas as extensões de arquivo, exceto aquelas incluir na lista de bloqueios, use o ícone '**-**' para (novamente) remover a única entrada vazia antes de clicar em Salvar.

Resolução de problemas

Uma maneira de solucionar problemas é ativar mensagens de depuração no log.

Consulte também Registradores e Escritores para Serviços Individuais.

O pacote a ser monitorado é com.adobe.cq.social.messaging.

Nesta página