camada

Selecione Camada. Seleciona uma camada e inicia um novo segmento de definição de camada na sequência de comandos.

layer= * *|comp[, *name*]

layer= *name*

n

Número de camadas a serem selecionadas (0 ou maior int).

comp

Selecione a imagem composta.

name

Nome da camada.

Todos os comandos no segmento de camada são aplicados à camada especificada. Um segmento de camada é encerrado pelo próximo comando layer= ou effect= ou pelo final da solicitação.

Especifique layer=comp para selecionar a imagem composta (ou exibir, para alguns comandos).

O número da camada especifica efetivamente a ordem z da camada. As camadas com número mais alto são colocadas sobre as camadas com número mais baixo.

Os números de camada não precisam ser consecutivos. A camada 0 é necessária.

Um nome pode ser atribuído a uma camada com a variante de comando layer= *n*, *name*. Depois que uma camada nomeada é definida, ela pode ser referenciada com layer= *name*, sem precisar saber o número da camada. Vários nomes podem ser atribuídos à mesma camada, usando vários comandos layer= *n*, *name*.

OBSERVAÇÃO

A camada 0 determina o tamanho geral da tela de composição. Todas as partes de camadas que se encontram fora dos limites da camada 0 são cortadas quando o compósito é construído.

Propriedades

comando Camada. As referências da variável de substituição não são suportadas em layer=.

comp não é permitido como uma name string. Um erro é retornado se o mesmo name for atribuído a mais de uma camada, ou se uma camada for referenciada por name que não tenha sido definida anteriormente.

Padrão

layer=comp. Muitos comandos e atributos se aplicam à camada 0 se layer=comp.

Casos especiais

  • Se o mesmo nome for mapeado para várias camadas (por exemplo: layer=1,image&layer=2,image), ocorre um erro.

  • Se o mesmo nome for mapeado para uma única camada várias vezes (por exemplo: layer=1,image&layer=1,image), o escopo é definido como de costume, sem erros.

  • Há suporte para vários nomes para a mesma camada.

    Qualquer nome pode ser usado para referenciar a camada (por exemplo: layer=1,image&layer=1,picture).

  • Se um nome referenciado nunca for mapeado para um número de camada (por exemplo: layer=1,image&layer=picture), ocorre um erro.

  • As variáveis de substituição não são compatíveis com modificadores de camada (por exemplo: layer=$image$).

    Isso se aplica a todas as permutas, não apenas a nomes de camadas, mas a modificadores de camada em geral.

  • Todas as regras de mesclagem e substituição devem funcionar exatamente como quando a mesma camada é referenciada em várias fontes (solicitação, registros de catálogo pré ou pós modificador, macros, etc.).

Exemplo

Veja os exemplos em Templates.

Nesta página