Adquiri nomes de página dinâmicos

Para alguns sites, é necessário usar solicitações de objetos incorporados para transmitir informações ao servidor da Web, de modo que os detalhes sobre qual página foi realmente veiculada possam ser adquiridos pelo Sensor e usados para relatórios e análises.

Isso pode ser necessário se o URL da página, como visto pelo servidor da Web, não for indicativo do conteúdo da página exibido ao navegador. Esse caso geralmente resulta do uso de sistemas de personalização ou gerenciamento dinâmico de conteúdo, em que o conteúdo real fornecido em uma página é determinado dinamicamente pelo URL, pelo cookie, pelos dados relacionados e pela lógica do aplicativo.

A implementação de um objeto incorporado para coletar medidas adicionais deve ter impacto mínimo no desempenho geral do site. O Adobe sugere que você incorpore um arquivo JavaScript como o objeto usado para coletar os atributos estendidos. (Observe que um arquivo JavaScript pode ser incorporado sem qualquer impacto potencial no layout e na apresentação da página da Web, como resultado do uso de uma imagem incorporada.) Para capturar com precisão as informações transmitidas no objeto incorporado, o Adobe também sugere que um nome comum seja usado. Para fins de nomeação, Adobe refere-se a esse objeto como zig.js. O arquivo zig.js deve ser criado dentro do diretório apropriado em um servidor da Web no qual Sensor está instalado. Esse arquivo precisa existir para que a solicitação não retorne um código de erro 404. O conteúdo do arquivo em si não é importante. Você deve usar um arquivo em branco chamado zig.js para minimizar a quantidade de tráfego de rede incorrido como resultado da solicitação.

Para Sensor coletar um nome utilizável para a página que foi realmente disponibilizada, algumas linhas do código JavaScript devem ser adicionadas às páginas dinâmicas que você deseja rastrear ou às quais deseja adicionar um nome de página exclusivo. Esse código incorpora um snippet do JavaScript na página, o que faz com que uma solicitação terciária de objeto incorporado seja feita ao servidor da Web enquanto a página está carregando. Essa solicitação envia detalhes sobre a página específica que foi servida de volta ao servidor da Web. O nome da página que foi realmente veiculada é levado de volta ao servidor da Web como uma variável na sequência de consulta da solicitação do objeto incorporado (neste caso, JavaScript).

Em geral, a solicitação de objeto incorporada em cada página HTML desse tipo deve ser semelhante ao seguinte:

<!-- BEGIN REFERENCE PAGE TAG--> 
<script language="javascript"> 
var vlc = "0" //Capture Link Click  1=TRUE, 0=FALSE 
var v = {}; 
v["_pn"] = "Application Form"; 
</script> 
 
<script language="javascript" src=”http://www.myserver.com/path/to/zig.js" type="text/javascript"></script> 
 
<noscript> 
<img src="/path/to/zag.gif?Log=1&v_jd=1" border="0" width="1" height="1"/> 
</noscript> 
 
<!-- END REFERENCE PAGE TAG-->

Log=1 garante que o Sensor registre a solicitação, apesar das regras de filtragem do tipo de Sensor conteúdo, como a filtragem de solicitações de imagem e JavaScript antes de serem armazenadas. A variável v_pn declarada identifica o nome do conteúdo da página real que está sendo veiculado de forma que Site saiba o nome da página que o visitante realmente visualizou. O valor v_pn pode ser estabelecido manualmente ou por outro script ou código de aplicativo.

Depois que o valor for coletado, você poderá configurar o servidor do Data Workbench para usar o conteúdo da variável da string de consulta (par nome=valor, por exemplo, v_pn=Formulário de Aplicativo) anexada ao URI zag.gif (por exemplo, http://www.mysite.com/pageserved.asp?v_pn=Application%20Form), como um aumento do URI zag.gif. Além das medidas de linha de base adquiridas com cada solicitação HTTP, uma medição estendida seria adquirida com essa solicitação.

Dados Coletados Explicação Exemplo
v_pn= Valor associado à variável da string de consulta v_pn v_pn=Formulário de aplicativo

Nesta página