Criar e gerenciar operadores

Introdução aos operadores do Campaign

Um operador é um usuário do Adobe Campaign que tem permissões para fazer o login e executar ações.

Por padrão, os operadores são armazenados no nó Administration > Access management > Operators.

Os operadores podem ser criados manualmente ou mapeados em um diretório LDAP existente.

O procedimento completo para criar um operador é descrito nesta página.

Para obter mais informações sobre o Adobe Campaign e a integração de LDAP, consulte esta página.

IMPORTANTE

Os operadores devem ser vinculados a uma zona de segurança para fazer logon em uma instância. Para obter mais informações sobre as zonas de segurança do Adobe Campaign, consulte esta página.

Usuários podem se conectar ao Adobe Campaign usando a Adobe ID. Para obter mais informações, consulte esta página.

Criar um operador

Para criar um novo operador e conceder permissões, siga as etapas abaixo:

  1. Clique no botão New acima da lista de operadores e insira os detalhes do novo operador.

  2. Especifique os Identification parameters do usuário: o login, a senha e o nome. O login e a senha serão usados pelo operador para se conectar ao Adobe Campaign. Após se conectar, o usuário poderá alterar a senha no menu Tools > Change password. O e-mail do operador é essencial, pois permite que o operador receba notificações, por exemplo, ao processar aprovações.

    Esta seção também permite vincular um operador a uma entidade organizacional. Para obter mais informações, consulte esta página.

  3. Selecione as permissões concedidas ao operador na seção Operator access rights.

    Para atribuir direitos ao operador, clique no botão Add localizado acima da lista de direitos, e depois selecione um grupo de operadores na lista de grupos disponíveis:

    Também é possível selecionar um ou mais direitos nomeados (consulte Direitos nomeados). Para fazer isso, clique na seta à direita do campo Folder e selecione Named rights:

    Selecione grupos e/ou direitos nomeados a serem atribuídos e clique em OK para validar.

  4. Clique em Ok para criar o operador: o perfil é adicionado à lista de operadores existentes.

OBSERVAÇÃO

Você pode organizar os operadores de acordo com suas necessidades criando novas pastas de operadores. Para fazer isso, clique com o botão direito do mouse na pasta de operadores e selecione Add an ‘Operators’ folder.

Após criar o perfil do operador, você pode adicionar ou atualizar suas informações. Para fazer isso, clique na guia Edit.

OBSERVAÇÃO

O campo Session timeout permite ajustar o atraso antes do tempo limite da sessão FDA. Para obter mais informações, consulte Sobre o Federated Data Access.

Definir o fuso horário do operador

Na guia General, é possível selecionar o fuso horário do operador. Por padrão, os operadores trabalham no fuso horário do servidor. No entanto, é possível selecionar outro fuso horário usando a lista suspensa.

A configuração de fusos horários é descrita nesta página.

OBSERVAÇÃO

Colaborações em diferentes fusos horários exigem o armazenamento de datas em formato UTC. As datas são convertidas no fuso horário apropriado nos seguintes contextos: quando uma data é exibida no fuso horário do usuário, quando os arquivos são importados e exportados, quando um delivery de e-mail é agendado, quando as atividades são agendadas em um workflow (agendador, espera, restrição de tempo e etc.)

Restrições e recomendações vinculadas a esses contextos são apresentadas nas seções relacionadas da documentação do Adobe Campaign.

Além disso, a lista suspensa Regional settings permite selecionar o formato para exibir datas e números.

Adicionar permissões

Use a guia Access rights para atualizar os grupos e os direitos nomeados vinculados ao operador.

O link Edit the access parameters… permite acessar as seguintes opções:

  • A opção Disable account permite desabilitar a conta do operador: ele não acessará mais o Adobe Campaign.

    OBSERVAÇÃO

    Mesmo que a conta esteja desativada, o operador ainda poderá receber alertas ou notificações do Campaign. Para interromper o envio de notificações do Campaign a esse operador, a Adobe recomenda que você remova o endereço de email do perfil.

  • A opção Forbid access from the rich client permite restringir o uso do Adobe Campaign para acesso à Web ou por meio de APIs: o acesso ao console do cliente Adobe Campaign não está mais disponível.

  • É possível vincular uma zona de segurança ao operador. Para obter mais informações, consulte esta página.

  • Também é possível definir uma máscara IP confiável usando o link apropriado.

    O operador poderá se conectar ao Adobe Campaign sem inserir a senha se o endereço IP estiver nessa lista.

    Você também pode especificar um conjunto de endereços IP que serão autorizados a se conectar sem uma senha, como no exemplo a seguir:

    OBSERVAÇÃO

    Para manter seguro o acesso à sua plataforma, essa opção deve ser usada com cuidado.

  • A opção Restrict to information found in sub-folders of: permite limitar os direitos atribuídos ao operador de uma pasta. Somente as subpastas do nó especificado nessa opção estarão visíveis para o usuário:

    IMPORTANTE

    Essa é uma restrição muito rígida e deve ser usada com cuidado. Um operador conectado com este tipo de direito pode ver SOMENTE o conteúdo da pasta especificada e não tem acesso a nenhum outro nó da árvore por meio do explorador. No entanto, dependendo das funcionalidades que ele tem acesso (por exemplo: workflows), é possível exibir dados que normalmente são armazenados em nós que não podem ser vistos.

Verificar configurações

A guia Audit permite visualizar informações relacionadas ao operador. As várias guias são adicionadas automaticamente com base nas configurações definidas na área de intervenção do operador.

Você pode acessar:

  • A lista de direitos nas pastas vinculadas ao operador.

    OBSERVAÇÃO

    Para obter mais informações, consulte Gerenciamento de acesso a pastas.

  • O log de aprovações do operador.

  • A lista de fóruns de discussão que eles assinaram.

  • Eventos em seu calendário.

  • A lista de tarefas atribuídas a eles.

Operadores padrão

O Adobe Campaign usa operadores técnicos com perfis configurados por padrão: administrador ("admin"), faturamento ("billing"), monitoramento, agente de aplicação web ("webapp") etc. Alguns deles dependem dos aplicativos e opções instalados na plataforma: os operadores "central" e "local", por exemplo, só estarão visíveis se a opção "Distributed Marketing" estiver instalada.

IMPORTANTE

Esses operadores técnicos são notificados por padrão quando as mensagens de informação são devolvidas pela plataforma. É altamente recomendável fornecer um e-mail de contato para eles.

Para garantir que os aplicativos Web funcionem corretamente, também recomendamos não definir configurações regionais específicas para o operador 'webapp'.

Por padrão, o operador técnico 'webapp' tem o direito nomeado ADMINISTRATION, que pode levar a riscos de segurança. Para corrigir esse problema, recomendamos remover esse direito. Para fazer isso:

  1. No nó Administration > Access management > Named rights, clique em New para criar um direito e nomeá-lo como WEBAPP.

    Os direitos nomeados são detalhados na seção Direitos nomeados.

  2. No nó Administration > Access management > Operators, selecione o operador de agente de aplicações Web ("webapp").

    Selecione a guia Edit e depois a guia Access rights e exclua o direito nomeado ADMINISTRATION da lista.

    Clique em Add, selecione o direito WEBAPP recém-criado e salve as alterações.

  3. Atribua ao operador “webapp” direitos de acesso para leitura e gravação de dados nas pastas que dizem respeito a esse operador, que são principalmente as pastas “Recipient”.

    A modificação de direitos em pastas de árvore é detalhada na seção Gerenciamento de acesso a pastas.

OBSERVAÇÃO

Para obter mais informações sobre Diretrizes de segurança, consulte a lista de verificação de configuração do Adobe Campaign Security.

Nesta página