Query incremental

Um query incremental permite selecionar periodicamente um target com base em um critério, enquanto exclui as pessoas já alvos desse critério.

O público que já foi alvo é armazenado na memória pela instância de workflow e por atividade, ou seja, dois workflows iniciados do mesmo template não compartilham o mesmo log. Por outro lado, duas tarefas baseadas no mesmo query incremental para a mesma instância de workflow usarão o mesmo log.

O query é definido da mesma forma que queries padrão, mas sua execução é agendada.

Tópicos relacionados:

CUIDADO

Se o resultado de um query incremental for igual a 0 durante uma de suas execuções, o workflow será pausado até a próxima execução programada do query. As transições e as atividades que seguem o query incremental não são, portanto, processadas antes da execução a seguir.

Para fazer isso:

  1. Na guia Scheduling & History, selecione a opção Schedule execution. A atividade permanece ativa após a criação e será acionada somente nos horários especificados pelo agendamento para execução do query. No entanto, se a opção estiver desabilitada, o query será executado imediatamente, de uma só vez.

  2. Clique no botão Change.

    Na janela Schedule editing wizard, você pode configurar o tipo de frequência, a recorrência do evento e o período de validade do evento.

  3. Clique em Finish para salvar o cronograma.

  4. A seção inferior da guia Scheduling & History permite selecionar o número de dias que serão considerados no histórico.

    • History in days

      Os recipients já alvos podem ser registrados em um número máximo de dias a partir do dia de envio do target. Se esse valor for zero, os recipients nunca serão removidos do log.

    • Keep history when starting

      Essa opção não permite limpar o log quando a atividade estiver habilitada.

    • SQL table name

      Esse parâmetro permite sobrecarregar a tabela SQL padrão que contém os dados do histórico.

Parâmetros de output

  • tableName
  • schema
  • recCount

Esse conjunto de três valores identifica o público alvo do query. tableName é o nome da tabela que registra os identificadores de target, schema é o schema do público (normalmente nms:recipient) e recCount é o número de elementos na tabela.

Nesta página